Ibaneis diz trabalhar para lançar concursos das Forças do DF ainda em janeiro

Em agosto do ano passado, a Polícia Civil foi autorizada a abrir 300 vagas para escrivão, mas ainda não previsão de data para lançamento do edital. O cargo exige nível superior em qualquer área de atuação e o salário inicial é de R$ 8.698,78.

0
142

Durante o lançamento do programa SOS DF Segurança, nesta quarta-feira (16/1), o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, afirmou que está trabalhando para lançar, ainda neste mês de janeiro, concurso para recompor as Forças do DF. Segundo ele, atualmente na Polícia Militar (PMDF) há um déficit de cerca de 7 mil policias e que o mesmo problema de falta de contingente acontece em todas as áreas da Polícia Civil, seja para agentes, delegados ou peritos.

Segundo Ibaneis, na PCDF será feito levantamento junto aos sindicatos da categoria e à Secretaria de Segurança para identificação das necessidades do efetivo. Com relação ao Corpo de Bombeiros, o governador citou que há um concurso em andamento com nomeações para serem feitas.

“Lugar de bandido é na cadeia. Cansei de andar nas ruas dessa cidade e ver as grades nas residências e comércios. Os cidadãos estão aprisionados e os bandidos nas ruas. Vou endurecer com os traficantes e todos os bandidos na nossa cidade,” defendeu. “A partir desse momento, vocês estão empoderados para devolver à sociedade a segurança necessária. Declaro aberto o SOS DF Segurança, que será um programa permanente e já está funcionando.”

Lembrando que a PMDF também está com concurso em andamento e divulgou hoje o resultado final dos testes de aptidão física no Diário Oficial local (DODF). A próxima etapa será constituída por exames biométricos e avaliação de saúde, que deverão ser realizadas também neste mês.

Em agosto do ano passado, a Polícia Civil foi autorizada a abrir 300 vagas para escrivão, mas ainda não previsão de data para lançamento do edital. O cargo exige nível superior em qualquer área de atuação e o salário inicial é de R$ 8.698,78. Saiba mais aqui! 

* Com informações da Agência Brasília/Correioweb