O tenente coronel da reserva da Polícia Militar que atirou contra um agente do Detran, em Águas Claras, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva, nesta sexta-feira (11). A decisão foi decretada pelo juiz Enio Felipe da Rocha, durante uma audiência de custódia realizada no Fórum de Águas Claras.

“…Verifica-se que o ato é extremamente grave, foi cometido com emprego de disparos de arma de fogo após uma abordagem de fiscalização realizada pelo Detran. Um dos disparos, ressalto, atingiu um dos agentes que trabalhava no local”, destacou o magistrado ao decretar a decisão. O militar Jackson Douglas Ferreira, de 49 anos, responderá por tentativa de homicídio.

Como diria o “tio Ben” do filme “homem aranha”: “Grandes poderes, grandes responsabilidades”. Ninguém tem o direito de tirar a vida de outra pessoa, nem ao menos tentar, a não ser em legítima defesa, ainda mais uma pessoa esclarecida. Por isso mesmo, a vida é o maior bem jurídico tutelado pelo Estado.

Nós do Blog Policiamento Inteligente apoiamos a decisão e entendemos que a violência não pode ser legitimada dentro das Corporações policiais e que o “espírito de corpo” não pode ser invocado para proteger tais ações.

A violência cometida por servidores do Estado precisa ser combatida a todo custo. O Fato ainda é agravado por ter sido cometido contra um agente do Estado em serviço.

Por Giuliana Cardoso – Blog Policiamento Inteligente com informações do Jornal de Brasília