Atletas da base do Flamengo e funcionários morrem em incêndio

Dez pessoas morreram. Fogo atingiu alojamento das categorias de base do time em Vargem Grande. Os mortos ainda não foram identificados. Três adolescentes saíram feridos.

0
151
Arthur Vinicius tinha 14 anos — Foto: Reprodução/Rede Social

Dez pessoas, entre atletas da base e funcionários, morreram em um incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo no início da manhã desta sexta-feira (8). O fogo destruiu parte dos alojamentos do Ninho do Urubu, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio.

As chamas atingiram as instalações onde dormiam jogadores entre 14 e 17 anos que não residiam no Rio. A suspeita é que um curto-circuito em um ar-condicionado foi a causa do incêndio.

Instalações retorcidas pelo fogo no CT do Flamengo — Foto: Reprodução/TV Globo

O Fla-Flu e o jogo Vasco x Resende, válidos pela semifinal da Taça Guanabara neste fim de semana (9 e 10), foram adiados. O governador Wilson Witzel e o prefeito Marcelo Crivella decretaram luto oficial de três dias.

Às 9h50, a polícia chegou ao Ninho do Urubu para fazer a perícia. Um inquérito foi instaurado na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) para apurar as causas do desastre. Uma das hipóteses investigadas é a de que tenha havia um curto-circuito no ar-condicionado.

Por volta das 11h, os primeiro corpos começaram a ser retirados e levados para o Instituto Médico Legal.

Informações do Portal G1/RJ