Atletas da base do Flamengo e funcionários morrem em incêndio

Dez pessoas morreram. Fogo atingiu alojamento das categorias de base do time em Vargem Grande. Os mortos ainda não foram identificados. Três adolescentes saíram feridos.

Arthur Vinicius tinha 14 anos — Foto: Reprodução/Rede Social

Dez pessoas, entre atletas da base e funcionários, morreram em um incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo no início da manhã desta sexta-feira (8). O fogo destruiu parte dos alojamentos do Ninho do Urubu, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio.

As chamas atingiram as instalações onde dormiam jogadores entre 14 e 17 anos que não residiam no Rio. A suspeita é que um curto-circuito em um ar-condicionado foi a causa do incêndio.

Instalações retorcidas pelo fogo no CT do Flamengo — Foto: Reprodução/TV Globo

O Fla-Flu e o jogo Vasco x Resende, válidos pela semifinal da Taça Guanabara neste fim de semana (9 e 10), foram adiados. O governador Wilson Witzel e o prefeito Marcelo Crivella decretaram luto oficial de três dias.

Às 9h50, a polícia chegou ao Ninho do Urubu para fazer a perícia. Um inquérito foi instaurado na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) para apurar as causas do desastre. Uma das hipóteses investigadas é a de que tenha havia um curto-circuito no ar-condicionado.

Por volta das 11h, os primeiro corpos começaram a ser retirados e levados para o Instituto Médico Legal.

Informações do Portal G1/RJ