DIVULGAÇÃO / TWITTER

O presidente da República, Jair Bolsonaro, recebeu na tarde desta sexta-feira (01/02) o secretário de Segurança do DF, Anderson Torres. Segundo o Palácio do Planalto, “no encontro, foram discutidos projetos de interesse das polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros do DF, que deverão ser encaminhados ao Congresso Nacional”.

Na última quarta-feira, o governador Ibaneis Rocha entregou a proposta de reajuste da Polícia Civil ao ministro da Economia, Paulo Guedes. O texto agora deve ser enviado ao Congresso Nacional pelo presidente Jair Bolsonaro. A expectativa é que a iniciativa seja formalizada em uma medida provisória, para que tenha efeitos imediatos.

O texto elaborado pelo GDF prevê a concessão de reajuste de 37%, em seis parcelas, até 2021. O valor é equivalente ao aumento assegurado à Polícia Federal. No ofício entregue ao ministro Paulo Guedes, Ibaneis explica que o reajuste será pago com recursos do Fundo Constitucional e, a partir de 2021, o impacto anual será de R$ 645 milhões.

Ainda há dúvidas com relação ao reajuste da PMDF e do Corpo de Bombeiros. O governador se comprometeu a elaborar uma proposta para as duas categorias mas, até agora,  não houve definição sobre o percentual de aumento dos militares.

Informações do Jornal Correio Braziliense