Caso Marielle: filha de suspeito teria namorado Carlos Bolsonaro

A afirmação foi feita pelo delegado responsável pelo caso, Giniton Lages. Ronnie Lessa tem casa em condomínio onde mora o presidente

0
51
REDES SOCIAIS/REPRODUÇÃ

O delegado responsável pela investigação do caso Marielle Franco, Giniton Lages, afirmou que uma das filhas de Ronnie Lessa, um dos suspeitos presos nesta terça-feira (12/3), teria namorado Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL). As informações são do Valor Econômico.

“Isso tem (namoro entre os dois), mas, para nós, hoje, não importou na motivação delitiva. Isso vai ser enfrentado num momento oportuno. Não é importante para esse momento”, disse Lages, sem entrar em detalhes sobre a afirmação.

Lessa mora no mesmo condomínio de Jair Bolsonaro, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. No entanto, o delegado disse que a relação entre a família de Lessa e a de Bolsonaro “não foi confirmada nem é objeto de investigação”.

Primeira fase
O delegado disse na manhã desta terça-feira que as dúvidas que restam em relação ao assassinato da vereadora e do motorista Anderson Gomes serão respondidas somente na segunda fase da investigação. Além disso, a possibilidade de haver um mandante do crime será respondido posteriormente. Nada foi descartado, segundo ele.

A vereadora Marielle Franco (PSol) e o motorista Anderson Gomes foram mortos com 13 tiros em 14 de março do ano passado. O crime completa um ano nesta semana. Lessa afirmou que a execução pode ser considerada crime de ódio, caracterizado por motivo torpe.

Apontado como suspeito de atirar na vereadora, o policial militar reformado Ronnie Lessa, 48 anos, é um dos detidos. O ex-PM Élcio Vieira de Queiroz, 46, seria, segundo as diligências, o motorista do carro usado no dia do crime. Ele também é alvo da operação, que cumpriu mandados de buscas e apreensão em 34 endereços de outros investigados. O duplo assassinato mobilizou o Brasil e teve repercussão internacional.

Informações do Portal Metrópoles