Educação no trânsito para quem não vê

Detran inicia campanha que orienta deficientes visuais e motoristas

O Departamento do Trânsito do Distrito Federal (Detran) — numa parceria com o Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais, da 612 Sul — está realizando uma campanha de inclusão de deficientes visuais na mobilidade urbana.

O evento começou ontem com a distribuição, a adultos e crianças, do primeiro folder de educação de trânsito produzido em braile. A iniciativa termina hoje com a expansão da campanha aos condutores de veículos.

O diretor de Educação de Trânsito do Detran, Marcelo Granja, disse que a ideia da campanha partiu da diretoria do Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais.

O dia de ontem foi destinado à entrega do folder com dicas de como as pessoas com deficiência visual devem agir no trânsito e a realização de palestras educativas.

“A cartilha traz dicas como maneira correta de atravessar a faixa de pedestres, uso contínuo de bengalas e de mochilas e pulseiras refletivas”, explicou Marcelo.

Conscientização

Hoje, último dia da campanha, 20 deficientes visuais estarão na L2 Sul, nas imediações do Centro de Ensino Especial, das 10h às 12h, participando da “blitz educativa” — que é a distribuição de panfletos aos condutores, com informações de como agir com deficientes visuais nas vias da cidade.

“Os motoristas serão conscientizados acerca das dificuldades enfrentadas pelos deficientes visuais no seu trajeto diário”, explicou Marcelo.
O diretor de Educação de Trânsito do Detran informou também que a campanha feita com os condutores será estendida a todo o Distrito Federal.

O Centro de Ensino de Deficientes Visuais tem 20 alunos de ensino fundamental e 400 adultos. Todos foram convidados a participar da campanha de inclusão de deficientes visuais na mobilidade urbana.
“A escola é bem eclética. Tem alunos de todas as idades, crianças, adolescentes, jovens e adultos, e todos poderão participar da campanha”, disse Marcelo.

A campanha segue a linha da preocupação em manter Brasília como uma cidade modelo na educação para o trânsito. A cidade orgulha-se de ser a primeira — e ainda hoje uma das únicas — em que os motoristas respeitam, em geral, as faixas de pedestres. Também é motivo de orgulho o fato de os motoristas daqui usualmente evitarem o uso de buzinas.

Sala virtual simula situações

Além da campanha de inclusão de deficientes visuais, o Detran está realizando outra, que é a disponibilização ao público da sala de realidade virtual.
O espaço, inaugurado no dia 30 de outubro, funciona na Diretoria de Trânsito, na 906 Sul, e simula diversas situações no trânsito. O objetivo é sensibilizar a população sobre os riscos de dirigir sem uma preparação e a atenção necessária.

Por meio de simuladores veiculares e também com o uso dos óculos DrunkBusters, os visitantes poderão vivenciar diversas situações no trânsito, como dirigir alcoolizado ou sob condições adversas: durante forte chuva ou neblina, em rodovias ou estrada de terra, dentre outras.

De acordo com o diretor de Educação do Detran, Marcelo Granja, a sala tem o objetivo de sensibilizar a população quanto aos riscos de estar no trânsito sem uma preparação adequada.


A sala é aberta à visitação do público em geral, como faculdades, escolas de ensino médio, empresas e a comunidade local.

Saiba mais

Além das ações específicas de orientação para adultos e crianças, uma das grandes novidades da campanha do Detran é a produção de um folder em braille, o método de escrita com sinais em relevo utilizado para leitura por aqueles com problemas visuais.

É a primeira vez que um material informativo com essas características é produzido.

Outras orientações são dadas, tanto aos deficientes visuais como aos motoristas. Como a forma como devem fazer sinal para atravessar e o tipo de cuidado que se deve ter, especialmente nas áreas em que é mais comum a presença dos portadores desse tipo de deficiência.

Em alguns locais da cidade, há sinais de trânsito com dispositivo sonoro que ajuda a alertar quando estão fechados.

Informações do Jornal de Brasília

PUBLICIDADE