Equipe Destaque: 6º Batalhão – Região Central de Brasília

0
106
Foto: Marcos Lopes

A Equipe Destaque da semana é formada pelo sargento Ado, comandante do grupo e os soldados Gouveia. G.Borges, Zeliomar e Helder Dias, que são responsáveis por atender toda região Central de Brasília. Os policiais militares se sobressaíram devido a duas ocorrências divulgadas por diversos meios de comunicação. A missão dessa turma, dentre outras, é não tolerar abusos contra mulheres e, também, coibir roubos e furtos a transeuntes e de veículos, ameaças, extorsões, portes de armas branca, de fogo e munições, tráfico e, especialmente, crimes de cunho sexual. As ocorrências que propiciaram destaque à equipe foram a prisão de um professor da Escola de Música por porte ilegal de arma branca e a outra foi de um funcionário público do Ministério da Educação, por importunação sexual de uma menina de apenas 15 anos.

No caso do professor da Escola de Música, os policiais militares foram acionados pelo chefe da segurança do estabelecimento a fim de atender um homem que ameaçava suicídio. O secretário de educação, que no momento estava presente, tentou contê-lo enquanto a equipe chegava. O professor portava uma balestea, com três dardos de ponta de aço e uma faca de caça. A chamada “besta” é mesma arma utilizada no massacre do colégio da cidade de Suzano, em São Paulo. O homem foi preso e a arma apreendida.

Em outra ocorrência, um funcionário público tentou se aproximar fisicamente, com intuito sexual, de uma menina de 15 anos. O fato ocorreu dentro de um ônibus. A garota relatou que tentou sem êxito evitar o fato, mas o homem de 64 anos insistiu na situação, o que deixou a menina transtornada e como defesa ela se levantou do assento, gritou e correu pelo corredor do coletivo. A equipe, prontamente, atuou na prisão em flagrante por crime de importunação sexual do abusador.

No último ano, sob o Comando do Sargento Ado, esta equipe realizou cerca de 100 prisões em flagrante por diversos crimes. Segundo o policial, “o diferencial da equipe é a união, além do foco na missão de promover paz à sociedade”. O sargento ressalta ainda que cerca de 1 milhão de pessoas passam pela Rodoviária do Plano Piloto, “temos que ficar sempre atentos para melhor atender e promover o bem-estar social.”

Informações PMDF