GDF economizará 2 milhões ao cancelar carnaval na Esplanada

Após várias críticas por utilizar dinheiro público em festa de carnaval, aliado a brigas, uma morte, insegurança e depredação do Metrô do DF o Governo do Distrito Federal, por meio do Secretário de Cultura Bartolomeu Rodrigues, recuou na decisão de realizar a festa popular na Esplanada dos Ministérios. Na programação estavam previstas atrações nacionais, como Psirico, Elba Ramalho e Bloco da Preta Gil.

Uma estratégia do governo para não acabar com o todo o carnaval da cidade foi mudar o polo da Esplanada dos Ministérios para a Funarte, lá se apresentarão bandas locais patrocinadas pela iniciativa privada.

Em coletiva de imprensa nesta terça-feira (11/2), o secretário afirmou que apesar da expectativa criada, foi necessário mudar o polo da Esplanada dos Ministérios para a Funarte. “Com todo o respeito a esses artistas, mas vamos valorizar os artistas locais”, pontuou Bartô.

“Carnaval é para brincar, mas não se brinca com dinheiro público. Em termos de participação do Estado, ouso dizer que é o carnaval do Brasil com menor participação do Estado”.

De acordo com o secretário, a festa seguirá tendo uma participação da iniciativa privada e terá uma economia de cerca de R$ 2 milhões. No novo modelo, a programação será de sábado até terça-feira, com atrações locais e apresentações de escolas de samba do grupo especial do carnaval brasiliense.

Decisão acertada do Governador e sua equipe. O dinheiro público pertence a todos e precisa ser melhor alocado.

Da redação do Policiamento Inteligente

Saiba mais:

PUBLICIDADE