Governo vai retomar obras paralisadas na Cidade Ocidental

Depois da recuperação do nome do município e do controle nos gastos, Governo cria oportunidades diante da crise

0
55
Foto: Daniel Silva

Três importantes obras paralisadas em governos anteriores já estão sendo retomado na gestão Fábio Correa. Depois de ajustes técnicos e fiscais, o Centro de Convivência do Idoso, a Creche do Parque das Américas e a Estrada Parque Dom Bosco estão em processo de reinício. É o que garante o secretário de Administração, Alexandre Xavier.

Ao assumir o governo, o prefeito Fábio Correa elegeu como medida prioritária a recuperação da situação fiscal de Cidade Ocidental. É como acontece com o consumidor normal. Quando as dívidas não são pagas, o cidadão comum tem o nome incluído do SPC e não consegue mais crediário. No caso de inadimplência dos municípios, a lei impede que as certidões necessárias para firmar convênios sejam emitidas, o que impossibilita as cidades de conseguir obras ou verbas.

Centro de Convivência do Idoso – Foto: Daniel Silva

Com o “nome limpo”, Cidade Ocidental atraiu novas obras no início do atual mandato. Agora se concentra em retomar as ações prejudicadas por governos anteriores, através de falhas nas prestações de contas e outras questões judiciais. Algumas dessas obras já estão prestes a serem finalizadas.

É o caso do Centro de Convivência do Idoso, a ser instalado em frente à Secretaria de Infraestrutura. O local deve ser um local de convergência das ações voltadas para os cidadãos da terceira idade, com atividades, atendimento e espaço de convivência para os atendidos. A obra já teve a parte final licitada e a empresa vencedora deve entregar a obra ainda no segundo semestre deste ano.

Em situação um pouco mais complicada, a creche do Parque das Américas, no Jardim ABC, fora embargada pela equipe do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por irregularidades nas prestações de contas. A verba, que vinha do governo federal, foi bloqueada até que se apurassem as responsabilidades.

No atual governo as contas foram corrigidas, a verba recuperada e o processo de licitação devem ser finalizados em, no máximo, 30 dias. Mas, segundo o prefeito Fábio Correa, a ordem para a empresa que vai realizar a obra é de acelerar as máquinas e entregar o estabelecimento de ensino ainda este ano.

ESTRADA PARQUE

O caso da estrada parque Dom Bosco é o mais delicado das obras em andamento atualmente. Com 60% da estrutura concluídos, a obra foi paralisada por questões técnicas e de clima, ainda no ano passado. Sua retomada, de acordo com o secretário Alexandre Xavier, está prevista para março. A demora se justifica por questões administrativas do governo do Estado, principalmente pela troca de governo.

Há, porém, um problema maior: o atual governador, Ronaldo Caiado (DEM), determinou a paralisação do programa Goiás na Frente, a principal fonte de verbas para a construção da via que beneficiará toda a região do Entorno. A ação foi um duro golpe no planejamento de todos os 247 municípios de Goiás e não foi diferente em Cidade Ocidental.

Embora não tenha sido comunicado com antecedência, o planejamento do prefeito Fábio Correa garantiu a possibilidade de um plano B. “Temos uma saída e, se necessário, o nosso município tem condições de terminar a obra com recursos próprios”, tranquiliza Correa. A fonte de receita será especificada e anunciada ao tempo certo, de acordo com o prefeito, mas será planejada dentro da lei se maneira a não comprometer as engrenagens do município.

A retomada de todas as obras é uma prova do triunfo da gestão precavida que é praticada pelo Governo de Cidade Ocidental. Um dia após o outro, o “feijão com arroz”, como diz Fábio Correa, tem tido resultado. Ou seja, fazer o básico, controlar os gastos e sonhar alto parece ser a receita de sucesso para os gestores diante das crises.

Por Felipe Chiavegatto