Tenho acompanhado de longe a incorporação dos novos policiais, mas já percebo algo interessante.

Primeiro, chama-me a atenção a quantidade de pessoas que desistiram do ingresso. Até ontem, aproximadamente sessenta desistências. Segundo, a grande quantidade de bacharéis em direito que irão ingressar, mas que são “concurseiros” e estão estudando para outros concursos. Quantos permanecerão?

Sobre a PM, é interessante visitar a Escola de Formação de Praças, antigo primeiro Batalhão,  que era para ser o “Colégio Tiradentes”, ainda em construção, atual canteiro de obras. 

Sem  alojamentos, pois não poderão ser utilizados antes da entrega da obra e da vistoria exigida, prevista para daqui sessenta dias, sem guarita de entrada, pois conforme informei em fevereiro desse ano o aditivo não foi aceito pela secretaria de segurança pública. Sem água, porque foi cortada essa semana…Dois pavilhões para os alunos e um para o comando isso é tudo que temos! Pelo menos os móveis estão sendo montados…

Muitos são os desafios e os problemas para a realização de um curso de formação de soldados (praças) que era esperado “somente” para o  ano que vem, mas ordem do “comandante supremo” da polícia é para ser cumprida, sem questionamentos ou discussão…

É melhor formar “nas coxas” do que não dar uma satisfação aos eleitores…Viva o Brasil, viva a Polícia Militar do Distrito Federal, viva o Governo do Distrito Federal…

Somos como folhas levadas pelo vento…

Como sempre digo há mais de um ano: sem “lugar” para formar (improvisado), sem instrutores, sem comandantes de pelotão,  nas coxas…

Pelo menos estarão inseridos na folha de pagamento, mais gente para fingir que trabalha…

Apesar de tudo, aula inaugural dia 27 de setembro. Missão dada é missão cumprida!!

Foto: Comunicação social da PMDF

Saiba mais sobre a inauguração da Escola de Formação de Praças:

http://www.pmdf.df.gov.br/?pag=noticia&txtCodigo=6249