- Publicidade -
- Publicidade -

Portal Goiás – Governo investe R$ 16 mi em escolas em Rio Verde

Em toda a Regional de Educação de Rio Verde melhorias na infraestrutura das unidades escolares estão sendo realizadas , além das três novas escolas Padrão Século 21, que estão em construção e vão abrir 2.700 vagas para o atendimento aos alunos. As obras caminham para a fase final, de acabamento.

Desde o ano de 2019, quando o atual Governo de Goiás assumiu a gestão do Estado, a regional de Educação de Rio Verde, na região Sudoeste, virou um ‘canteiro de obras’, com benefícios para todas as 22 escolas estaduais jurisdicionadas à Coordenação Regional de Educação (CRE) de Rio Verde, nos municípios de Rio Verde, Castelândia, Montividiu e Santo Antônio da Barra.

Os recursos para obras de construção e reforma chegaram por meio de programas como o Reformar e Dinheiro Direto na Escola (PDDE Goiás), para investimentos em manutenção da estrutura física em unidades da rede pública estadual de ensino.

Com isso, está sendo possível transformar o ambiente das escolas, com destaques para as reformas gerais e a construções de quadras poliesportivas, bibliotecas e laboratórios, incluindo a remodelagem de banheiros coletivos e de cozinhas (onde são preparadas a merenda escolar).

Nas cozinhas dos colégios estaduais Olynto Pereira de Castro e Alvino Pereira Rocha é possível ver que as transformações vão qualificar ainda mais as condições de ensino nas unidades estaduais.

O trabalho é tão arrojado que o Colégio Olynto, por exemplo, está recebendo o primeiro elevador em escola estadual de Rio Verde, em benefício das pessoas com necessidades especiais.

As melhorias estão em cada detalhe, inclusive nas casinhas de gás (cozinha) e das instalações de segurança, como os extintores e hidrantes. As caixas d’água recebem a limpeza interna e pintura externa. As calçadas que dão acesso às escolas ganham reformas no piso e instalação da marcação tátil, o que facilita o caminho para todos. E a jardinagem dos colégios revela a atenção e os cuidados.

Um exemplo de reforma e ampliação das estruturas das escolas estaduais em Rio Verde tem seu expoente no Centro de Ensino em Período Integral (Cepi) Cunha Bastos, uma escola que ficou quase 12 anos abandonada por gestões anteriores e, agora, depois de receber cerca R$ 1 milhão investidos pelo governo goiano, pode ser considerada um ‘cartão postal’ da Educação em Goiás.

Para a coordenadora regional de Educação de Rio Verde, Karen Proto, os investimentos demonstram o compromisso do governo estadual com a Educação. “Isso mostra que o governador Ronaldo Caiado e a professora Fátima Gavioli (secretária de Educação de Goiás) têm olhares cuidadosos com a Educação, trazendo para o ambiente escolar os benefícios de uma gestão que valoriza o ensino de qualidade”, afirma a coordenadora regional.

Com cerca de 19 mil alunos matriculados para o ano letivo de 2021, a regional de Educação de Rio Verde guarda suas escolas para receber a volta dos estudantes (ainda sem previsão de data, por conta da pandemia do coronavírus).

“Vontade e uma boa estrutura, tanto física quanto pedagógica, para isso não faltam”, conta Karen, que tem ouvido dos alunos e de pais de alunos referências à saudade da escola.

Fonte: Seduc – Governo de Goiás

Redaçãohttps://aderivaldo23.com
Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
- PUBLICIDADE -

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Publicidade -
x
»
»