- Publicidade -
- Publicidade -

CONCURSO// Veto de Bolsonaro pode deixar o DF sem 1.128 contratações da PM e Corpo de Bombeiros

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com veto parcial e bloqueio adicional, a Lei Orçamentária de 2021, a qual fixa as despesas e estima as receitas de todo o governo federal para o ano de 2021. Com a sanção do orçamento definitivo o restante das dotações fica destravada e o governo federal poderá voltar a fazer investimentos e executar programas discricionários – aqueles considerados não obrigatórios por lei. 

O Distrito Federal vai deixar de contratar 1.128 novos profissionais na Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e no Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) após um veto do presidente da República, Jair Bolsonaro, na sanção do Orçamento 2021, de acordo com informações do Jornal Correio Brasiliense.

De acordo com publicação no Diário Oficial da União de sexta-feira (23/4), a PMDF deixará de contratar 750 militares e o CBMDF, 378. As contratações na PM teriam o custo de R$ 45.096.494. No caso do Corpo de Bombeiros, o impacto seria de R$ 38.050.625.

Atualmente, as duas corporações sofrem com deficit no quadro das tropas. Em nota, o Corpo de Bombeiros do DF afirmou que está “empenhado para encontrar soluções jurídicas que permitam que o planejamento anual de ingresso dos novos militares seja mantido, continuando apoiando e servindo a sociedade com excelência”.

Redaçãohttps://aderivaldo23.com
Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
- PUBLICIDADE -

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Publicidade -
x
»
»