- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
23.4 C
Brasília
- Publicidade -

Turismo é contemplado em auxílio emergencial do GDF

Conquista é resultado do apoio do governador Ibaneis Rocha às ações da Setur-DF em prol dos motoristas de transportes turísticos (Abare).

Desde o início da pandemia causada pelo coronavírus, o Governo do Distrito Federal tem lançado medidas para apoiar empresários e profissionais do setor de turismo durante a crise econômica. Nesse cenário, foi sancionado na Câmara Legislativa do DF o PL nº 1.259/20, que garante a criação de um auxílio emergencial de R$ 1.200,00 para os motoristas de transportes turísticos. O benefício será pago em duas parcelas mensais – podendo haver prorrogação por mais um mês, a critério do Poder Executivo. O investimento será de cerca de R$ 6 milhões e faz parte do desdobramento das ações da Secretaria de Turismo junto a Associação Brasiliense das Agências de Turismo Receptivo (Abare-DF).

Essa foi uma das reivindicações atendidas pelo GDF, que já conta com linhas de crédito especiais disponibilizadas pelo Banco de Brasília (BRB). Cerca de 1.700 trabalhadores estão aptos a receber o auxílio, que terá o processo de cadastro conduzido pelo BRB.

De acordo com o texto aprovado, para receberem o auxílio, os beneficiários precisam estar registrados, até 31 de janeiro de 2020, no Cadastro de Permissionários/Concessionários da Secretaria de Transporte e Mobilidade do DF (Semob) e no Departamento de Trânsito do DF (Detran) na categoria de transporte escolar e/ou turismo.

“O nosso setor foi um dos mais afetados pela pandemia. No entanto, as ações, o diálogo, a união, e o trabalho com as mais de vinte entidades do trade, com o apoio do nosso governador Ibaneis Rocha, fizeram com que resultados como esses sejam atingidos. Desde o primeiro momento estamos atuando junto com o presidente da Abare-DF, Reinaldo Ferreira, que não mede esforços em prol da categoria, na busca de soluções para superarmos esse momento”, destaca a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça.
 
No dia 28 de maio, a Associação realizou uma carreata com o objetivo de sensibilizar o governo diante das necessidades do setor. A secretária de Turismo os encontrou no eixo monumental e de lá, os recebeu no Palácio do Buriti na presença do vice-governador Paco Britto, e do diretor do Banco de Brasília (BRB), Luiz Carlos Formigari, onde todas as demandas foram recebidas e analisadas.

Na semana seguinte, no dia 3 de junho, a representante da Setur se reuniu com o presidente do Banco de Brasília (BRB), Paulo Henrique Costa; o chefe de gabinete do vice-governador Paco Britto, Paulo Cesar Chaves; e o presidente Abare-DF para dar andamento a linha de crédito, pactuada pelo Termo de Cooperação firmado em março entre a Setur e o BRB, para as entidades ligadas à associação. A reunião culminou na assinatura de um Termo de Cooperação entre o BRB e a Abare-DF no intuito de prestar apoio aos profissionais e empresas do segmento de turismo receptivo afetados pela crise econômica.

Os membros da Abare-DF serão beneficiados pela medida, que terá modelos de empréstimo e financiamento. Os associados serão atendidos exclusivamente na agência JK do Banco de Brasília, localizada no Setor Comercial Norte, para dar mais celeridade ao atendimento.

“A secretária de Turismo tem sido presente e feito um trabalho muito positivo para a categoria. Com muito esforço e dedicação, ela conseguiu esse auxílio de R$1.200 para nós, que atuamos no trade turístico de Brasília. Estivemos na Câmara Legislativa do DF para acompanhar o processo e ver os detalhes pertinentes desse benefício. O objetivo principal tem que ser auxiliar todas as agências e transportadoras turísticas associadas à Abare, além dos motoristas que prestam serviços aos associados também”, diz Reinaldo Ferreira, presidente da Abare.

Com informações da assessoria de imprensa da Secretaria de Turismo

Saiba mais:

Notícias Relacionadas

Comentários