CBMDF// Protetor das florestas: todos podemos ser

0
76

O dia do “protetor da floresta” é celebrado hoje, 17 de julho. Não importa o tipo de vegetação, as florestas são preciosidades que precisam ser protegidas para o equilíbrio das nascentes, dos rios, o controle das temperaturas, das chuvas, preservação da fauna e flora,  enfim de toda e qualquer vida, humana e não humana. Todos precisamos tomar consciência e nos tornar protetores das florestas.

Desde a década de 60 do século XX, o CBMDF tem praticado o cuidado com essa grande floresta do Brasil Central, que é o Cerrado. Em alguns anos foi acionado para combater incêndios florestais em várias regiões do país. A partir de 1997, com o embasamento de novos conhecimentos e técnicas, o que era “combate a fogo no mato” se tornou “combate a incêndio florestal”. A Corporação iniciou um novo ciclo e passou a preparar ainda mais todos os Bombeiros Militares para serem protetores do Cerrado. 

A destruição das vegetações segue em ritmo acelerado. Em recente publicação o Frei Rodrigo de Castro Amédée Péret, OFM, escreveu “Um dos maiores responsáveis pelo desmatamento tem sido o agronegócio. Sua expansão é responsável por inúmeros impactos ambientais. O agronegócio prioriza as grandes fazendas e o lucro. Até o nome de agricultura mudou, saiu cultura, virou negócio, agronegócio.O agronegócio visa apenas o benefício da minoria e não se preocupa com o meio ambiente.”  Sua visão crítica é mais um alerta para todos nós.

Precisamos mudar nosso pensamento, tudo começa com pequenos hábitos cotidianos. As crianças precisam ser conscientizadas, os jovens precisam se engajar e os mais velhos precisam apoiar com sua experiência de vida.  Conselhos são faróis que ajudam os mais jovens a caminhar na escuridão. É com essa metáfora que podemos ficar. O tempo está se esgotando, as florestas pedem socorro.

Por isso, neste dia 17 de julho, a todas e todos os protetores de florestas o máximo respeito e reconhecimento.

Parabéns!