- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Central 1746 comemora dez anos de linha direta com os cariocas: mais de 1.500 serviços à disposição – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

Funcionário da Rioluz troca lâmpada de poste – Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

A Central 1746 completa dez anos nesta terça-feira (23/03). Criada para reunir mais de 200 serviços municipais – atualmente são cerca de 1.500 –, ela é uma linha direta entre a Prefeitura do Rio e o cidadão. Para ampliar essa comunicação, está prevista a inauguração de um novo fluxo para as demandas, com a participação de subprefeituras e gerências executivas locais no registro, priorização e controle do que é feito. Além disso, a van do 1746 será reativada para percorrer a cidade.

Ao projetar a Central 1746, a ideia era facilitar a vida dos cariocas, que nem sempre sabiam a quem recorrer para resolver problemas de iluminação, conservação e ordem pública, entre outras demandas. Desde então, mais de 15 milhões de atendimentos foram realizados. Se no começo havia apenas o telefone para contato, hoje os pedidos podem ser feitos via aplicativo, portal da Prefeitura, WhatsApp e Messenger. Esses novos canais já representam 35% de todo o atendimento à população.

O lançamento da central permitiu ainda a garantia de atendimento das ligações e a padronização da comunicação, estabelecendo um prazo e fornecendo um protocolo para cada serviço. O 1746 começou a ser utilizado como principal ferramenta de gestão para a melhoria dos serviços públicos e passou a fazer parte do acordo de resultados em todos os órgãos que atendiam a chamados da população.

Dez serviços mais solicitados este ano

• Remoção de entulho e bens inservíveis: 23,4 mil

• Reparo de lâmpada apagada: 17,9 mil

• Fiscalização de estacionamento irregular de veículo: 16 mil

• Verificação de aglomeração de pessoas (combate ao coronavírus): 6.403

• Poda de árvore em logradouro: 4.962

• Remoção de resíduos no logradouro: 4.672

• Perturbação do sossego: 4.361

• Reparo de buraco na pista/rua: 4.337

• Capina em logradouro: 4.328

• Fiscalização de obras sem licença: 3.367

 

Sete casos curiosos que já chegaram à Central 1746

• Um cidadão ligava diariamente, entre 3 e 4h, para perguntar a hora;

• Um senhor de 82 anos, que tinha acabado de tomar a vacina contra a Covid-19, quis saber quanto tempo após a imunização poderia tomar cerveja;

• Um bebê nasceu durante o atendimento, e o pai pediu ajuda para cortar o cordão umbilical;

• Uma mulher sempre ligava só para saber se estava tudo bem com a Prefeitura;

• Cidadã fez contato para saber do marido, funcionário Comlurb, que estava há três dias sem ir para casa. Por coincidência era carnaval;

• Mãe do prefeito Eduardo Paes já ligou para o serviço a fim de provar às amigas que a central funciona.

Categoria:

  • 23 de março de 2021
  • Redaçãohttps://aderivaldo23.com
    Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
    - PUBLICIDADE -

    NOTÍCIAS RELACIONADAS

    - Publicidade -
    x
    »
    »