- PUBLICIDADE -

Ceará fecha 2021 com redução de 10,8% nos crimes contra o patrimônio

Mais um balanço positivo foi registrado pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS/CE). Desta vez, a intensificação dos trabalhos investigativos e ostensivos das Polícias cearenses culminou na redução dos Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP), que abrangem todos os tipos de roubos, no mês de dezembro. No ano passado, o Ceará contabilizou um total de 3.880 casos no 12º mês do ano. Durante o mesmo período de 2020 foram 4.582, o que representa um recuo de 15,3%. Em Fortaleza, essa retração foi de 17,4%, indo de 3.061 para 2.527.

Os dados são gerados mensalmente pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), instituição vinculada à pasta. Prezando pela transparência, a SSPDS divulga essas estatísticas mês a mês em seu portal. Nessa terça-feira (4), a SSPDS já havia divulgado o a redução de 18% nas mortes provocadas por crimes violentos no Ceará. Em todo o ano de 2021, foram registradas 3.299 mortes provocadas por crimes violentos. Em comparação com o ano anterior, quando aconteceram 4.039 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), foram 740 casos a menos. Valorização dos profissionais de segurança, fortalecimento da inteligência, aquisições de novos equipamentos, interiorização do trabalho especializado e um investimento de cerca de R$ 250 milhões, só em 2021, pelo Governo do Ceará estão por trás desse balanço positivo.

O secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, Sandro Caron, ressaltou a importância de integrar as Forças de Segurança para alcançar bons resultados. Trabalho, este, que vem sendo atrelado ao uso das novas tecnologias implantadas no último ano. “Esses bons resultados são atribuídos a uma intensificação das ações de inteligência da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), e também de investigação, que levaram às prisões de grupos e pessoas envolvidas em práticas de roubos, além da intensificação das ações preventivas e ostensivas da Polícia Militar do Ceará (PMCE). Destacamos ainda, as novas ferramentas tecnológicas lançadas em 2021, como o Agilis, que tem impactado no aumento de capturas de pessoas envolvidas em delitos. Esses resultados reforçam o que já havíamos dito em outros momentos, ou seja, que haveria o foco na redução de crimes graves”, destacou Sandro Caron.

Janeiro a dezembro

A soma de CVPs de janeiro a dezembro, em 2021 no Ceará, apresentou uma redução de 10,8%, com 48.141 casos registrados. O acumulado do mesmo período em 2020 totalizou 53.956. A Capital também registrou queda nos números durante os 12 meses. No acumulado de janeiro a dezembro de 2021, a redução foi de 12,3%, indo de 36.403 casos registrados para 31.920.

O balanço positivo da Segurança Pública vem acompanhado ainda dos números de prisões e apreensões registradas no ano passado. De janeiro a novembro foram mais de 30 mil capturas oriundas de mandados de prisão/apreensão quanto por autos de prisões e apreensões em flagrante.

Fonte: PCCE
Redaçãohttps://aderivaldo23.com
Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

Html code here! Even shortcodes! Replace this with your code and that's it.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -