- Publicidade -
- Publicidade -

Autor de feminicídio preso pela DIH é trazido para Goiânia

Sebastião Carlos Lima da Silva, suspeito de ter matado a mulher, no Setor Chácara Vilage Santa Rita, em Goiânia, e enterrá-la numa cisterna, desembarcou no hangar do aeroporto Santa Genoveva, no início da noite dessa quarta-feira (09), sob escolta da Polícia Civil de Goiás.

Eliene da Silva Dourado, de 45 anos, desapareceu no último sábado (5), por volta das 22h. O corpo da vítima foi encontrado por familiares no domingo (6), por volta das 22h52min, dentro de uma fossa em sua própria casa, situada no Setor Chácara Vilage Santa Rita.

A Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) investiga o caso. Familiares contaram aos policiais da DIH que ela e o marido viviam um relacionamento conturbado e que há duas semanas ocorreu uma briga entre eles, quando ambos se agrediram fisicamente. Ainda no local onde foi encontrado o corpo da vítima, a Polícia Civil constatou que ela apresentava várias perfurações pelo corpo e que, muito provavelmente, havia sido morta ainda no sábado, dia de seu desaparecimento.

Após a prática do crime, o marido da vítima também desapareceu e, desde então, a Polícia Civil realiza diligências para sua prisão. Após inúmeras diligências e com compartilhamento de informações com a Polícia Civil de São Paulo e a PRF, Sebastião Carlos Lima da Silva, 40 anos, foi localizado em Guarulhos (SP) e preso em flagrante. Ele foi interrogado ainda ontem na DIH, após ser submetido a relatório médico do IML (exame de corpo de delito).

Segundo imagens coletadas pela Polícia Civil, o suspeito conduzia um veículo de cor escura no momento do crime. O carro foi encontrado em poder do autor na cidade de Guarulhos. O indivíduo tem outras passagens criminais por violência doméstica. Agora, responderá a inquérito por feminicídio.

A divulgação da imagem e identificação do autuado foi precedida nos termos da Lei n.º 13.869, Portaria n.º 02/2020 – PC, Despacho da Delegada Titular desta unidade, nº 000010828006 e Despacho DIH/DGPC- 09555 do Delegado responsável pela investigação, especialmente porque visa a identificação de eventuais crimes outros cometidos pelo suspeito, bem como surgimento de novas testemunhas e elementos informativos, além das passagens que já possui por outros delitos.

 

 

Redaçãohttps://aderivaldo23.com
Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
- PUBLICIDADE -

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Publicidade -
x
»
»