- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Comandante-geral patrulha área leste do DF e ouve demandas dos policiais

O comandante-geral, coronel Márcio Cavalcante Vasconcelos, patrulhou a área leste do Distrito Federal na noite de domingo (11). Além do policiamento, o comandante ouviu as demandas da tropa. O patrulhamento pela área do 5º Comando de Policiamento Regional (5º CPR) seguiu por Sobradinho, Planaltina, Itapoã e Paranoá.

O coronel Vasconcelos destacou a importância de acompanhar de perto o trabalho dos policiais. “Conversar diretamente com os militares é fundamental para sentir os anseios da tropa e colher sugestões”, explica.

O segundo-sargento Wagner Brito, do 13º Batalhão, ficou contente com a iniciativa. “A gente só precisa disso para nos manter motivados: o comandante perto”, enfatiza.

Uma das principais observações feitas refere-se à saúde. O terceiro-sargento Davi Dias, do grupo Tático Operacional Rodoviário (TOR), revelou que enfrenta dificuldades para conseguir atendimento. “É difícil conseguir marcar, principalmente, nas primeiras consultas”, conta.

Apesar da cobrança por agilidade no atendimento médico, o sargento Davi Dias confirma que o TOR segue motivado. “Todo ano a gente quer quebrar o recorde de apreensão de armas do ano anterior”, regozija-se.

No Paranoá, o comandante-geral ouviu reclamações sobre a mudança do uniforme. Para acalmar a tropa, o coronel Vasconcelos foi taxativo: “Não haverá troca imediata de uniforme”, assegura.

Também no Paranoá, o comandante-geral parabenizou a equipe do Grupo Tático Operacional do 20º Batalhão (Gtop 40) pela apreensão de uma arma de fogo. Ainda na cidade, o coronel Vasconcelos conversou com cabos e soldados do Regimento de Polícia Montada, que patrulhavam a região.

A equipe do Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRv), que fazia o ponto de bloqueio no Itapoã, destacou a importância da aquisição recente de mais etilômetros. O motivo, resume o subtenente Ganda, “é uma satisfação tirar um bêbado da rua que poderia causar um acidente”.

Outra sugestão recorrente é a necessidade de mais efetivo. Mesmo sendo um problema, a PMDF consegue bater recordes sucessivos de produtividade. Para sanar o problema, o comandante-geral anunciou a inserção de mais de cem aspirantes nas unidades militares a partir desta segunda-feira (12).

O coronel Vasconcelos vai continuar o patrulhamento pelas outras regiões do Distrito Federal. A ideia é valorizar o policial e deixar o comando da corporação mais acessível. Nas unidades visitadas, o comandante-geral foi elogiado pela iniciativa.

A atividade do comandante não se restringiu às unidades da PM. O coronel Vasconcelos visitou o 22º Grupamento de Bombeiro Militar, em Sobradinho. Ele elogiou a parceria das unidades militares e enfatizou a relação de cooperação entre PM e Bombeiros.

 

Redaçãohttps://aderivaldo23.com
Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
- PUBLICIDADE -

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Publicidade -
x
»
»