- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Pelo menos 200 unidades de hortaliças cultivadas por presos de Rio Verde são doadas a entidades filantrópicas

Nesta segunda-feira (24/05), a Unidade Prisional (UP) de Rio Verde, pertencente à 6° Coordenação Regional (CRP), doou mais de 200 pés de hortaliças variadas a entidades filantrópicas do Município. O cultivo da horta é realizado por quatro custodiados na UP, como parte do projeto de ressocialização, que os beneficia com a remição de pena, ditada pela Lei de Execução Penal (LEP).

Os vegetais foram distribuídos entre quatro instituições, que fazem diferentes tipos de trabalho voluntário, como a Casa de Maternidade Augusta Bastos, especializada em parto humanizado e cesariana; as associação Beneficente Auta de Souza (ABAS) e André Luiz (ABAL), responsáveis por cuidados com idosos; Casa de Abrigo Temporário (CAT), que presta atendimentos a crianças e adolescentes desprotegidas.

Conforme ressalta o coordenador da 6° CRP, Adriano Pereira, além de visar à ressocialização dos detentos, o projeto tem como objetivo estabelecer a integração entre a polícia penal e a sociedade civil. “Sempre escolhemos organizações filantrópicas, por, na maioria das vezes, precisarem de doações para se manterem e também doamos a famílias em situação de vulnerabilidade social de bairros periféricos”, defende.

Além da Unidade Prisional de Rio Verde, participam do mesmo programa de ressocialização as UPs de Jataí, Paranaiguara, Cachoeira Alta e Itajá.

Diretoria Geral de Administração Penitenciária

Comunicação Setorial

Fonte: SEAP GO
Redaçãohttps://aderivaldo23.com
Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
- PUBLICIDADE -

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Publicidade -
x
»
»