- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Brazlândia recebe a sétima edição da Operação Força Conjunta

Entre 19h de sexta-feira (04) e 1h de sábado (05), o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), o Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizaram a sétima edição da Operação Força Conjunta, desta vez em Brazlândia/DF.
A operação contou com 5 pontos de bloqueios ao longo da BR 080 e nas rodovias DF 430, DF 533 e DF 180, para aumentar o cerco na cidade-satélite escolhida.

O objetivo da operação foi promover a segurança viária e, por consequência, a segurança pública, uma vez que o crime passa pelo trânsito. Além do combate aos diversos tipos de crime, os agentes envolvidos na operação buscaram coibir infrações de trânsito que oferecem risco ao tráfego, como embriaguez ao volante e ultrapassagens indevidas.

As edições anteriores ocorreram no Gama, Sobradinho, Samambaia, Planaltina, Ceilândia e São Sebastião. As operações ocorrem desde 2020 e cada edição fica sob coordenação de uma das instituições participantes. Desta vez, ficou a cargo da PRF.

Resultado

Nesta 7ª edição, as equipes de policiamento e fiscalização de trânsito abordaram mais de 500 carros e mais de 600 pessoas. Foram lavrados cerca de 250 autos de infração. As infrações mais verificadas foram falta de habilitação, falta ou inoperância de equipamento obrigatório e recusa ao teste do etilômetro. Em relação à última tipificação citada, 72 condutores se recusaram ao teste. Ao todo, 29 veículos foram removidos ao depósito por possuírem irregularidades.

Salienta-se que a punição para a recusa ao teste do etilômetro, quando não há sinais e sintomas de embriaguez, é idêntica ao previsto para quem for flagrando dirigindo sob influência de álcool num índice de até 0,29mg de álcool por litro de ar alveolar: multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir. Caso o condutor apresente sinais e sintomas de embriaguez, ele é preso mesmo em havendo a recusa ao teste.

Dois motoristas foram presos por estarem sob influência de álcool: um homem de 33 anos, cujo teste acusou o valor de 0,44mg de álcool por litro de ar alveolar; e um homem de 40 anos, com 0,78mg/L. Este último, além de estar com mais que o dobro do índice para tipificar crime, também passou a xingar os policiais, sendo conduzido à delegacia da Polícia Civil por embriaguez ao volante e desacato.

Durante as abordagens, foi encontrado um simulacro escondido num console de um dos veículos. A arma de airsoft, fabricada originalmente para o esporte de ação, provavelmente estava com o seu uso deturpado, pois não possuía marca laranja para indicar que não é uma arma de fogo e também pela localização em que estava no carro.

Efetivo

A operação contou com cerca de 75 agentes e policiais. Houve apoio de cães farejadores da PRF e foram usados drones. Sete guinchos foram utilizados nas remoções dos veículos.

Redaçãohttps://aderivaldo23.com
Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
- PUBLICIDADE -

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Publicidade -
x
»
»