Riacho Fundo 2 será primeira RA a receber premiação por tapar buracos

Projeto de obra da cidade será selecionado e executado pelo GDF. Administração afirma ter atendido a 100% das demandas registradas

O Secretário de Governo, José Humberto, divulgou que a primeira Região que receberá a premiação do GDF será o Riacho Fundo 2. O anúncio foi feito em coletiva nesta terça-feira (5/11), no Buriti

O secretário de Governo do Distrito Federal, José Humberto, divulgou nesta terça-feira (5/11) que o GDF concederá uma premiação ao Riacho Fundo 2 por ter tapado 100% dos buracos na cidade. A declaração foi feita em coletiva de imprensa conduzida por ele no Palácio do Buriti. 

O reconhecimento faz parte da Operação Buraco Zero, lançada pelo governo no final de outubro. A ação visa premiar as administrações que apresentarem o fim dos buracos nas cidades ao GDF. Para isso, o governo selecionará um projeto de obra entre três apresentados pelos administradores, e arcará com as despesas para execução. 

Segundo o secretário, a operação visa reforçar as iniciativas para acabar com os buracos de cidades. José Humberto também disse que esse é um dos pontos de atenção do governo desde o início do mandato. “É uma campanha motivadora para que os administradores e todas as equipes busquem alcançar a maior condição possível de trafegabilidade nas avenidas principais e nas ruas internas das cidades”, afirma. 

Um dos projetos para análise que será encaminhado pela administradora do Riacho Fundo 2, Ana Maria da Silva, será a duplicação da Via N3, conhecida como Sem Dimensão. A administradora afirma que a área ”é um dos maiores gargalos (da cidade), e que o aumento da via resolverá um dos principais problemas dos moradores do Riacho”.

A administradora declarou que desde o início da gestão, no início de 2019, todos os buracos em vias principais do Riacho Fundo 2 foram cobertos, e que a administração concluiu todas as reclamações abertas por moradores nos canais da Ouvidoria.  Além do trabalho das administrações, outros órgãos do governo, como a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), oferecerão suporte e executarão obras de recapeamento. Apesar de ter “zero” no nome, a avaliação de cumprimento das obras será feita de maneira subjetiva, levando em conta as realidades de cada cidade e a época do ano. “Por ser uma campanha durante a chuva, talvez não seja possível ter buraco zero.

Mas a gente busca o máximo de eficiência”, pontua José Humberto. Todas as regiões administrativas podem participar do novo projeto do governo, com exceção de Vicente Pires e Sol Nascente. Segundo o secretário, os locais estão em fase de urbanização, e por isso, não estão aptos para aderir à iniciativa. Apesar das semelhanças com as RAs, a nova região Arniqueira, no entanto, está dentro da operação. As ações de reconhecimento continuam ao menos até o ano que vem.

Equipes das administrações e do GDF fiscalizarão as ruas para monitorar áreas que estejam com buracos. Mas outro citério será cumprir com todas as demandas feitas pela população nos canais da Ouvidoria. Moradores que queiram registrar pontos da cidade que precisam de reparo podem fazer a queixa por meio do telefone 162, pelo site https://www.ouv.df.gov.br/#/, ou em contato com as Ouvidorias das administrações, da Novacap e do DER.

Outras pavimentações previstas

Além de reparos em vias das cidades, o DER prevê a qualificação do Pistão Sul, em Taguatinga, em 2020, a recuperação da via marginal para Brazlândia e a entrega do viaduto na entrada do centro de Taguatinga, ainda neste ano.

Informações do Jornal Correio Braziliense