Sargento da PM é preso preventivamente por desobedecer ordem de tenente e se negar a trabalhar na hora do almoço

O sargento teria alegado que estava na hora do seu almoço e não iria continuar fazendo o patrulhamento.

0
294

Está preso preventivamente o 2º sargento Leandro, lotado no 4º Batalhão de Polícia Militar, após passar por uma audiência de custódia realizada nessa quinta-feira (24), na Justiça Militar, em João Pessoa.

De acordo com o comandante do 4º BPM, coronel Gilberto Felipe, o sargento foi detido na quarta (23) por ter desobedecido uma ordem do tenente Danilo, oficial do dia, que determinou a continuidade do patrulhamento, mesmo em horário de almoço. Pela regra do militarismo, ele quebrou a hierarquia e foi lhe dada voz de prisão.

O tenente alegou que duas viaturas que deveriam render as outras duas na hora do almoço atrasaram, e por essa razão, determinou que a guarnição do sargento aguardasse até a chegada dos demais. Entretanto, o sargento teria alegado que estava na hora do seu almoço e não iria continuar fazendo o patrulhamento.

O sargento Leandro passou o dia recolhido no quartel e foi levado, em companhia de um advogado, para audiência de custódia. Mas mesmo argumentando as suas razões de não obedecer a ordem superior, foi determinada a prisão do sargento.

Repercussão

Nas redes sociais, o cabo da PM e deputado estadual eleito ano passado, Gilberto Silva acompanhou a audiência de custódia e logo depois da decisão da Justiça Militar ele escreveu uma carta onde se diz indignado com o tratamento dispensado ao sargento.

PB HOJE, com Portal 25 horas