Ser policial é mais que empunhar uma arma ou andar em alta velocidade, com o braço para fora, em uma viatura…
Ser policial é mediar conflitos, salvar vidas!!
Recentemente dois fatos me chamaram a atenção aqui no DF. Um ocorrido no dia 01/12/2009 e o outro ocorrido ontem.
No primeiro fato vi um policial mediando conflito com um suicida e salvando-o, um verdadeiro herói (ver vídeo). No segundo vi a polícia militar mediando conflito com manifestantes.
Pena não ter a cena. Apesar da tropa estar desalinhada, meio que desorientada, via-se uma tentativa de mediação. No meio da “bagunça” alguns empurrões. Safanões de um lado e de outro. Capitão caindo, levantando, caindo de novo…tropa pronta para o confronto…Poderia divagar sobre vários pontos, mas vou me ater ao que mais me chamou a atenção. Gostaria de lembrar o nome do coronel que estava no comando, lembro-me apenas de sua fisionomia, é uma pena. Poucas vezes ví a habilidade que ele teve em frente a tropa, para proteger cidadãos. Enquanto todos olhavam os “safanões”, eu observava o comando da operação. Imagine policiais “revoltados” com tapas e chutes… Poderia haver uma tragédia. Homens armados, investidos do Estado e cheios de ódio, a receita perfeita para um massacre. A importância do comando foi percebida nessa hora. Alguns segundos de imagem na televisão, mas percebi sabedoria naquele homem. Ele entra entre os manifestantes e a tropa e manda o capitão, que havia caído, e o restante da tropa parar sua “ação”. Um absurdo para alguns, muita sabedoria de um comandante para mim. Ser policial é mediar conflito!
Às vezes é melhor sairmos da forma que saímos, do que usarmos de força (às vezes armas letais) contra uma população que não sabe mais como protestar contra um governo cheio de problemas…

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=8k7YZWUCyNU]

Foto: Alan Marques/Folha Imagem