23.7 C
Brasília
sexta-feira, 21 de fevereiro, de 2020, 23:34 PM

POLÍCIA MILITAR

Com apoio político em suas regiões, policiais já pressionam 12 Estados por reajuste salarial

Política se faz com ocupação de espaços de poder. Neste sentido, a segurança pública nunca esteve tão forte nos Estados. O apoio vem desde a Presidência da República, passando pelo Congresso Nacional e pelas Câmaras municipais. Assim, forças de segurança em ao menos 12 Estados pressionam os governos locais por aumentos salariais. Em cinco deles, policiais já realizaram atos ou paralisações neste mês. A situação é mais grave no Ceará, onde o senador licenciado Cid Gomes (PDT) foi baleado na quarta-feira, 19, ao tentar passar por cima de uma multidão, a maioria familiares de policiais militares, e entrar com um trator em um quartel da Polícia Militar daquele Estado. Senador tenta passar por cima da multidão é parado com um tiro Deputados ligados à bancada da bala e ao bolsonarismo apoiam movimentos no Ceará, Espírito Santo e Paraíba, garantindo respaldo político às demandas dos policiais.  Segundo o Jornal O Estado de São Paulo, em um Levantamento realizado, com base em redes sociais e informações de entidades de classe, em sete Estados policiais civis e militares travam embates públicos com o governo em busca de melhor remuneração, embora não tenham feito atos ou paralisações.  No Ceará, os protestos de policiais militares começaram com uma série de manifestações por melhor remuneração em dezembro, culminando com a "greve" na última semana. A Associação das Praças do Estado do Ceará (Asprace), entidade que representa cabos e soldados e vinha negociando com o governo, publicou uma nota em seu site informando que, diante de uma decisão judicial contrária à greve, não estava “promovendo atos grevistas”.  Conforme matéria do Jornal o Estado de São Paulo, os PMs tiveram apoio de políticos locais para ocupar o 3º Quartel da PM. Um dos grandes apoiadores do movimento em Sobral é o vereador Sargento Ailton (SD) que ficou dentro do quartel do início da manhã até o horário do tiroteio, publicando entrevistas em sua página, destacando a paralisação das viaturas e negando a ilegalidade da ação. Em Fortaleza, os deputados federais Capitão Wagner (Pros-CE), Major Fabiana (PSL-RJ) e Capitão Alberto Neto (Republicanos- AM) registraram boletim de ocorrência contra Cid por tentativa de homicídio. Segundo eles, o senador colocou em risco a vida dos aquartelados ao avançar com o trator.  Segundo o deputado Capitão Wagner (PROS-CE), associações de classe no Ceará chegaram a entrar em um acordo com o governo e levaram a proposta para a categoria. Líderes das associações e políticos ligados à categoria dos policiais teriam participado das tratativas.  “Tentaram de qualquer forma fazer com que os militares assinassem um acordo. Havia um medo...

Homem armado com faca invade casa de major da PM, é baleado e morre em hospital

Um homem de 52 anos foi baleado pela ex-companheira, uma major da Polícia Militar, de 46 anos, na noite desta quinta-feira (20). A vítima veio a óbito. A militar tinha medida protetiva contra o homem.  De acordo com a ocorrência, a mulher contou que o homem invadiu sua casa e os dois discutiram. O homem estava armado com uma faca e assustou a major que efetuou o disparo na cabeça do ex-companheiro. O homem chegou a ser socorrido e levado para Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos. O caso aconteceu em Campo Grande-MS. Segundo a polícia, a major foi encaminhada em estado de choque para um hospital particular. Ela não foi autuada em flagrante e deve ser ouvida nesta sexta-feira (21), na Delegacia da Mulher, onde o caso será investigado. Ainda segundo a polícia, a vítima não aceitava o fim do relacionamento e a ação da major indica legitima defesa. A militar chegou a registrar boletins de ocorrência por agressão. Informações do Jornal de Brasília

Secretaria estuda possibilidade de PMs também registrarem termos de ocorrência

O secretário nacional de Segurança Pública, Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, assinou portaria nesta quinta-feira, 20, instituindo uma comissão técnica que vai preparar projeto para que os policiais militares possam lavrar termos circunstanciados de ocorrências (TCO). O documento registra contravenções e infrações de menor potencial ofensivo, crimes de menor relevância. Em 2019, a lavratura dos termos circunstanciados de ocorrência foi estendida para a Polícia Rodoviária Federal, por meio do artigo 6º do Decreto nº 10.073/2019, do presidente Jair Bolsonaro. O dispositivo é questionado pelos delegados da Polícia Federal, tanto no Supremo como na Justiça Federal, e chegou a ser derrubado pelo juiz federal substituto Manoel Pedro Martins de Castro, da 6ª Vara do DF. No entanto, no último dia 14, o desembargador Carlos Moreira Alves, presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), resgatou o texto. O termo circunstanciado da Polícia Rodoviária Federal é inclusive citado na portaria assinada por Oliveira, que menciona pareceres, relatórios e um despacho do ministro Sérgio Moro sobre a possibilidade. Na portaria, Oliveira indica que uma equipe chefiada pelo coordenador geral de Políticas para as Instituições de Segurança Pública Jahir Lobo Rodrigues elaborará estudos sobre os fluxos e procedimentos de lavratura de Termos de ocorrência pelos PMs nos Estados e no Distrito Federal. O grupo contará com dois gerentes e três integrantes técnicos e também irá averiguar a tecnologia para o registro dos TCOs, assim como elaborar procedimento operacional padrão para orientar a polícia e desenvolver capacitação para padronizar a atuação dos agentes. Além de citar a possibilidade de a PRF registrar os termos circunstanciados, o texto de Oliveira cita a portaria do Ministério da Justiça que estabelece diretrizes para a participação da corporação em operações conjuntas nas rodovias federais, estradas federais ou em áreas de interesse da União. No entanto, tal texto está suspenso por decisão do ministro Dias Toffoli, que, durante o recesso judiciário, deferiu liminar a pedido da Associação Nacional dos delegados da Polícia Federal, considerando que Moro “incursionou por campo reservado ao Congresso Nacional”. O ministro entendeu que as atribuições da PRF inscritas na portaria não se tratam de desdobramentos da competência da corporação, mas sim “verdadeira ampliação de atribuições do órgão”. No último dia 11, o relator do caso no STF, ministro Marco Aurélio, liberou a decisão de Toffoli para referendo do plenário da Corte. Informações do Jornal de Brasília

Dois mil policiais militares reforçarão a segurança no carnaval

O Departamento Operacional (DOP) da Polícia Militar do Distrito Federal finalizou a estratégia de emprego dos policiais no carnaval, após reunião nesta quinta-feira (20), no Quartel do Comando-Geral. O major Cassaro, integrante do DOP, explicou que dois mil policiais militares farão a segurança dos foliões nos blocos de todo o DF de sexta-feira (21) a terça-feira (25). “Tudo precisa estar bem especificado, para que cada comandante saiba exatamente o que fazer no bloco de carnaval e, assim, obtermos os melhores resultados”, disse o major. “O objetivo é que não haja ocorrências e que seja o mais tranquilo de todos os tempos em Brasília”. O major acrescenta que os policiais farão blitzen em várias partes do Distrito Federal.Cassaro orienta os foliões a evitarem levar objetos de valor, pois os blocos são abertos e vulneráveis a furtos. O policial recomenda ainda que as pessoas andem em grupos nos deslocamentos. A Polícia Militar enfatiza que furtos e roubos são crimes de oportunidade. Informações do Site PMDF

Vídeo mostra homem responsável por tiro que atingiu Cid Gomes

Durante o ato de policiais militares em Sobral, no interior do Ceará, foi gravado um vídeo que mostra o homem que atirou em direção à retroescavadeira pilotada pelo senador Cid Gomes. Ele foi atingido pelo disparo e ficou internado na UTI até a manhã desta quinta-feira (20).  O senador tentava furar o bloqueio feito por policiais encapuzados com a retroescavadeira. Eles tentavam impedir a passagem do veículo mas o que parou Cid foi o disparo, que partiu de trás do veículo, que estava rodeado de manifestantes.  Clique aqui para ver o vídeo Cid teve alta na manhã desta quinta-feira (20) da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Coração da cidade e foi transferido para a enfermaria. De acordo com boletim médico, Cid Gomes deu entrada naquela unidade hospitalar, “vítima de ferimento por arma de fogo no hemitórax esquerdo” e após o atendimento inicial seu quadro clínico evoluiu sem intercorrências, mantendo-se “hemodinamicamente estável e com padrão respiratório normal, não mais necessitando de cuidados de terapia intensiva”. Informações do Jornal de Brasília

POLÍCIA CIVIL

PCDF identifica criminosos que atiraram no policial militar ‘Véi da 12’

Agentes da 19ª Delegacia de Polícia (P Norte/Ceilândia) identificaram dois jovens, de 18 e 20 anos, acusados de balear o sargento aposentado da Polícia Militar José Claudio Bonina, 56, mais conhecido como “Véi da 12”, em 30 de dezembro do ano passado. A dupla foi presa pela PM em Samambaia em 7 de fevereiro por terem roubado um carro em Ceilândia. O inquérito, no entanto, está parcialmente concluído, segundo a Polícia Civil.  Os suspeitos estavam sendo monitorados pelos agentes desde o ano passado, conforme informou o delegado-adjunto da 19ª DP, Sérgio Bautzer. “Sabíamos da prisão dos dois desde 7 de fevereiro deste ano, quando assaltaram uma pessoa em Ceilândia, mas estávamos aguardando a conclusão do inquérito”, afirmou. Nas redes sociais, um dos acusados publicava fotos e dizeres de uma das maiores facções criminosas do Brasil. A polícia, no entanto,  investigará se o rapaz tem envolvimento com a cúpula.“Isso ainda está sendo apurado e a acusação foi encaminhada para a Divisão de Repressão e Facções (Difac)”, explicou Sérgio Bautzer.  De acordo com o delegado-chefe da Difac, Guilherme Souza Melo, o suspeito não está catalogado como membro da facção. Contudo, segundo ele, não é possível descartar nenhuma hipótese. "O fato dele ostentar isso nas redes sociais não significa que seja integrante, às vezes são simpatizantes. Mas ainda não dá para ter certeza", frisou. Entenda o caso José Claudio, o Véi da 12, foi baleado em Ceilândia na madrugada de 30 de dezembro. A dupla abordou o militar enquanto ele estava dentro do carro. Houve trocas de tiros e os suspeitos fugiram. Imagens das câmeras de segurança do local flagraram o momento em que dois homens atiram contra o veículo do sargento, que estava parado em um estacionamento. O militar foi encaminhado ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC), passou por procedimento cirúrgico e foi liberado dias depois.  Informações do Jornal Correio Braziliense

Policiais e Bombeiros da Paraíba param atividades por 12 horas

O Fórum das Entidades das Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros anunciou uma paralisação com duração de 12 horas nesta quarta-feira (19), a partir do meio-dia, envolvendo as atividades das três categorias. Conforme decisão do Fórum, serão mantidos apenas os atendimentos de urgência. Na Capital, após as 12h, todas as ocorrências serão registradas pela Central de Flagrantes, na Central de Polícia Civil de João Pessoa. Bombeiros também só atenderão casos urgentes. Segundo o Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado da Paraíba (Sindspol), está marcada uma assembleia geral unificada para as 12 horas desta quarta para decidir os próximos passos do movimento. Ainda conforme o Sindspol, em documento encaminhado à imprensa, o Fórum informa que o Governo do Estado havia prometido apresentar uma contraproposta salarial nessa terça-feira (18), mas pediu um novo prazo, que foi rejeitado pelos representantes dos profissionais da Segurança. “O pedido de novo prazo, com todo respeito, não nos parece razoável, uma vez que desde maio de 2019 estamos aguardando uma posição do Governo e, apesar de todas solicitações de prazo terem sido atendidas pelo Fórum, o próprio Governador garantiu, na última sexta-feira (14), que teríamos uma resposta definitiva do Governo, o que infelizmente não ocorreu”, diz nota da entidade representativa. A Secretaria de Segurança e da Defesa Social (Sesds) da Paraíba, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que, até a publicação desta matéria, a Pasta não foi notificada sobre a paralisação. “Vamos seguir o planejamento operacional já traçado para as prévias”, disse, referindo-se ao esquema de segurança montado para o período pré-carnavalesco. Greve branca Policiais civis e militares da Paraíba não chegaram a um acordo sobre reajuste salarial e decretaram greve branca, que consiste numa redução de 5% nas atividades. A decisão ocorreu por meio de assembleia da categoria realizada no último dia 5, em João Pessoa. O Governo do Estado ofereceu pagar 30% da bolsa desempenho, a partir de 2021, até 2025, em 60 parcelas, mas a categoria não aceitou, alegando que só representaria R$ 5 a mais nos salários de agentes e soldados. A ameaça de greve geral continua aberta caso o governo não conceda reajuste maior que os 5% estabelecidos para todos os servidores públicos do Estado, exceto professores que tiveram 12,84%. Esquema de segurança para Muriçocas do Miramar De acordo com o plano já divulgado pela Secretaria de Segurança, o bloco ‘Muriçocas do Miramar’, considerado o de maior concentração de pessoas durante as prévias carnavalescas da capital paraibana, terá pelo menos 920 policiais da...

BOMBEIRO MILITAR

Policiais e Bombeiros da Paraíba param atividades por 12 horas

O Fórum das Entidades das Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros anunciou uma paralisação com duração de 12 horas nesta quarta-feira (19), a partir do meio-dia, envolvendo as atividades das três categorias. Conforme decisão do Fórum, serão mantidos apenas os atendimentos de urgência. Na Capital, após as 12h, todas as ocorrências serão registradas pela Central de Flagrantes, na Central de Polícia Civil de João Pessoa. Bombeiros também só atenderão casos urgentes. Segundo o Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado da Paraíba (Sindspol), está marcada uma assembleia geral unificada para as 12 horas desta quarta para decidir os próximos passos do movimento. Ainda conforme o Sindspol, em documento encaminhado à imprensa, o Fórum informa que o Governo do Estado havia prometido apresentar uma contraproposta salarial nessa terça-feira (18), mas pediu um novo prazo, que foi rejeitado pelos representantes dos profissionais da Segurança. “O pedido de novo prazo, com todo respeito, não nos parece razoável, uma vez que desde maio de 2019 estamos aguardando uma posição do Governo e, apesar de todas solicitações de prazo terem sido atendidas pelo Fórum, o próprio Governador garantiu, na última sexta-feira (14), que teríamos uma resposta definitiva do Governo, o que infelizmente não ocorreu”, diz nota da entidade representativa. A Secretaria de Segurança e da Defesa Social (Sesds) da Paraíba, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que, até a publicação desta matéria, a Pasta não foi notificada sobre a paralisação. “Vamos seguir o planejamento operacional já traçado para as prévias”, disse, referindo-se ao esquema de segurança montado para o período pré-carnavalesco. Greve branca Policiais civis e militares da Paraíba não chegaram a um acordo sobre reajuste salarial e decretaram greve branca, que consiste numa redução de 5% nas atividades. A decisão ocorreu por meio de assembleia da categoria realizada no último dia 5, em João Pessoa. O Governo do Estado ofereceu pagar 30% da bolsa desempenho, a partir de 2021, até 2025, em 60 parcelas, mas a categoria não aceitou, alegando que só representaria R$ 5 a mais nos salários de agentes e soldados. A ameaça de greve geral continua aberta caso o governo não conceda reajuste maior que os 5% estabelecidos para todos os servidores públicos do Estado, exceto professores que tiveram 12,84%. Esquema de segurança para Muriçocas do Miramar De acordo com o plano já divulgado pela Secretaria de Segurança, o bloco ‘Muriçocas do Miramar’, considerado o de maior concentração de pessoas durante as prévias carnavalescas da capital paraibana, terá pelo menos 920 policiais da...

Relator dá parecer favorável a reajuste das forças de segurança do DF

O relator do projeto de lei que permite a recomposição salarial para as forças de segurança do DF, senador Eduardo Gomes (MDB/TO), protocolou, na tarde desta terça-feira (18/2), parecer favorável ao reajuste das carreiras custeadas pelo Fundo Constitucional do Distrito Federal (FCDF). A proposta altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020 para que policiais e bombeiros militares possam ser beneficiados com o reajuste de 25% e policiais civis recebam o incremento linear de 8% no valor dos subsídios dos cargos. Ao todo, o reajuste geraria um impacto orçamentário de R$ 505 milhões ao ano. De acordo com o documento, o relator afirma que a medida não fere a diretriz de ajuste fiscal e de controle de gastos com o pessoal estabelecidas pelo Governo Federal, uma vez que os recursos utilizados para os pagamentos são provenientes do Fundo Constitucional do DF (FCDF). “Os recursos atribuídos ao referido Fundo já têm previsão na Lei nº 10.633, de 27 de dezembro de 2002, não podendo ser majorados. E ainda que fossem, lembramos que as despesas do Fundo Constitucional do DF estão excluídas do limite das despesas primárias, nos termos da Emenda Constitucional nº 95, de 2016, que instituiu o Novo Regime Fiscal”, escreve, em parte do trecho. O projeto deverá ser votado na Comissão e passar pelo plenário do Congresso Federal. As próximas etapas seguem sem datas previstas e devem ocorrer após o período de carnaval. Informações do Blog Correio Braziliense

POLÍTICA

Com apoio político em suas regiões, policiais já pressionam 12 Estados por reajuste salarial

Política se faz com ocupação de espaços de poder. Neste sentido, a segurança pública nunca esteve tão forte nos Estados. O apoio vem desde a Presidência da República, passando pelo Congresso Nacional e pelas Câmaras municipais. Assim, forças de segurança em ao menos 12 Estados pressionam os governos locais por aumentos salariais. Em cinco deles, policiais já realizaram atos ou paralisações neste mês. A situação é mais grave no Ceará, onde o senador licenciado Cid Gomes (PDT) foi baleado na quarta-feira, 19, ao tentar passar por cima de uma multidão, a maioria familiares de policiais militares, e entrar com um trator em um quartel da Polícia Militar daquele Estado. Senador tenta passar por cima da multidão é parado com um tiro Deputados ligados à bancada da bala e ao bolsonarismo apoiam movimentos no Ceará, Espírito Santo e Paraíba, garantindo respaldo político às demandas dos policiais.  Segundo o Jornal O Estado de São Paulo, em um Levantamento realizado, com base em redes sociais e informações de entidades de classe, em sete Estados policiais civis e militares travam embates públicos com o governo em busca de melhor remuneração, embora não tenham feito atos ou paralisações.  No Ceará, os protestos de policiais militares começaram com uma série de manifestações por melhor remuneração em dezembro, culminando com a "greve" na última semana. A Associação das Praças do Estado do Ceará (Asprace), entidade que representa cabos e soldados e vinha negociando com o governo, publicou uma nota em seu site informando que, diante de uma decisão judicial contrária à greve, não estava “promovendo atos grevistas”.  Conforme matéria do Jornal o Estado de São Paulo, os PMs tiveram apoio de políticos locais para ocupar o 3º Quartel da PM. Um dos grandes apoiadores do movimento em Sobral é o vereador Sargento Ailton (SD) que ficou dentro do quartel do início da manhã até o horário do tiroteio, publicando entrevistas em sua página, destacando a paralisação das viaturas e negando a ilegalidade da ação. Em Fortaleza, os deputados federais Capitão Wagner (Pros-CE), Major Fabiana (PSL-RJ) e Capitão Alberto Neto (Republicanos- AM) registraram boletim de ocorrência contra Cid por tentativa de homicídio. Segundo eles, o senador colocou em risco a vida dos aquartelados ao avançar com o trator.  Segundo o deputado Capitão Wagner (PROS-CE), associações de classe no Ceará chegaram a entrar em um acordo com o governo e levaram a proposta para a categoria. Líderes das associações e políticos ligados à categoria dos policiais teriam participado das tratativas.  “Tentaram de qualquer forma fazer com que os militares assinassem um acordo. Havia um medo...

BRB lança app para correntista PF até o final de março, diz presidente

O Banco de Brasília (BRB) promete lançar, até o final de março, um novo aplicativo para os clientes pessoa física. É o que anunciou, na manhã desta quinta-feira (20), o presidente Paulo Henrique Costa. Durante apresentação do 4º balanço trimestral de 2019, Paulo Henrique aproveitou a ocasião para falar de dois novos projetos do BRB. Um deles é o app de pessoa física. “Olhando para frente, convido a dois testes especiais: o primeiro é o novo app da pessoa física, que a gente lança até o final de março”, anunciou. BRB Digital O segundo projeto mencionado pelo presidente do BRB é o BRB Digital. O banco promete colocar no mercado uma plataforma que integrará serviços sociais aos afazeres bancários do dia-a-dia. “É um novo banco digital que estará no mercado com uma experiência para o cliente completamente diferente, integrando todos os serviços sociais com os serviços bancários (e aí a gente tá falando de cartão, de seguro)… Vai ser completamente diferente”, contou Paulo Henrique. BRB promete modernização ao cliente nos próximos meses. Foto: Henrique Kotnick/Jornal de Brasília O presidente também comentou sobre os caixas eletrônicos (ATMs) do BRB, destacando a modernidade dos terminais. “Nossos ATMs já são bastante modernos, têm todas as funcionalidades que os ATMs dos outros principais bancos têm”, afirmou. “Nós somos o único banco a permitir saque direto em moeda estrangeira”, destacou Paulo. Lucro de R$ 418 mi O Banco de Brasília (BRB) divulgou, nesta quarta-feira (19), os resultados do quarto trimestre de 2019. O banco encerrou o ano com um lucro líquido de R$ 418 milhões. O número representa um aumento de 69,1% sobre 2018. O valor representa a quebra do recorde do banco. O maior resultado era de R$ 254 milhões, em 2017. O retorno sobre o patrimônio líquido foi de 27%, número maior do que os dos cinco maiores bancos do país (Bradesco, Banco do Brasil, Itaú Unibanco, Caixa Econômica Federal e Santander). A carteira de crédito do BRB cresceu 22,5% em um ano para todas as linhas de crédito: pessoa física, pessoa jurídica, imobiliário, rural e cartões.  Sequência positiva Os balanços do segundo e terceiro trimestres de 2019 já haviam trazido crescimentos acima do previsto. No dia 8 de novembro, data da apresentação do balanço do terceiro trimestre, o BRB divulgou um alcance de R$ 121,9 milhões de lucro líquido corrente, performance 129,3% maior em relação ao mesmo período de 2018. O presidente do BRB, Paulo Henrique...

Vídeo mostra homem responsável por tiro que atingiu Cid Gomes

Durante o ato de policiais militares em Sobral, no interior do Ceará, foi gravado um vídeo que mostra o homem que atirou em direção à retroescavadeira pilotada pelo senador Cid Gomes. Ele foi atingido pelo disparo e ficou internado na UTI até a manhã desta quinta-feira (20).  O senador tentava furar o bloqueio feito por policiais encapuzados com a retroescavadeira. Eles tentavam impedir a passagem do veículo mas o que parou Cid foi o disparo, que partiu de trás do veículo, que estava rodeado de manifestantes.  Clique aqui para ver o vídeo Cid teve alta na manhã desta quinta-feira (20) da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Coração da cidade e foi transferido para a enfermaria. De acordo com boletim médico, Cid Gomes deu entrada naquela unidade hospitalar, “vítima de ferimento por arma de fogo no hemitórax esquerdo” e após o atendimento inicial seu quadro clínico evoluiu sem intercorrências, mantendo-se “hemodinamicamente estável e com padrão respiratório normal, não mais necessitando de cuidados de terapia intensiva”. Informações do Jornal de Brasília

BRB assumirá, em 60 dias, parte de serviços prestados pelo Detran

O Banco de Brasília (BRB) vai assumir serviços hoje prestados à população pelo Departamento de Trânsito (Detran-DF), como a emissão de segunda via de documento, da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e de multas, além da transferência de veículos. Horas após o governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciar a mudança, o BRB começou a fase de planejamento do processo. A instituição financeira calcula que começará a prestar esses serviços em 60 dias. A previsão é modernizar todo o sistema do Detran, dar opções de o usuário resolver os problemas pelo celular, além de mudanças nas estruturas físicas. “Vamos seguir o modelo do Sistema de Bilhetagem Automática. Vamos modernizar as lojas e prestar um serviço de melhor qualidade”, afirmou o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa. O anúncio sobre a mudança foi realizado por Ibaneis Rocha nessa quarta-feira (19/02/2020), diante das reclamações da população sobre a má qualidade dos serviços prestados pela autarquia. Os usuários reclamam das filas para atendimento, que chegam a ultrapassar duas horas, e das constantes quedas de sistema. Assim, o governador optou pela mudança, seguindo a mesma tática adotada para a bilhetagem, quando tirou a função do antigo DFTrans e a delegou ao BRB. Segundo o GDF, a ideia é transferir a maior quantidade possível de serviços financeiros para o banco, dentro dos limites legais, a exemplo de pagamentos. Na ocasião, o chefe do Executivo local também anunciou o nome do novo diretor-geral do órgão: o procurador do DF Zélio Maia da Rocha. Ele entra no lugar de Alírio Neto, que havia sido exonerado, a pedido, na semana passada. Servidores Ainda não foi divulgado se haverá alguma mudança no quadro de servidores do Detran ou como eles atuariam nesse processo de mudança. O Metrópoles entrou em contato com o Sindicato dos Servidores do Detran (Sindetran-DF) e o presidente da entidade, Fábio Medeiros, disse acreditar que o BRB será só mais uma opção para o usuário. “A gente não tem conhecimento do projeto, mas assumir o atendimento seria além da terceirização, seria ‘quarterizar’ o atendimento do Detran, o que não é possível. Penso que seja uma medida para facilitar as formas de pagamento para que o cidadão não precise ir ao Detran. Seria uma opção, mas ainda não tivemos acesso ao projeto, isso tudo é suposição”, ressaltou. Por meio de nota, a Assessoria de Comunicação do Detran-DF informou que as questões sobre as mudanças só poderão ser respondidas pela autarquia com a chegada do novo diretor-geral. Segundo a comunicação, reuniões entre o GDF e o BRB, definirão os encaminhamentos necessários.

ECONOMIA

Banco de Brasília agora está no Tocantins

Além do DF, o BRB atua em Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Piauí, onde abriu um escritório de negócios, na cidade de Parnaíba, no mês passado. A parceria com a Fecomércio do Tocantins prevê uma maior proximidade com as empresas dos setores de comércio, serviços e turismo do estado. O BRB vai oferecer condições especiais em produtos e serviços financeiros. Para tanto, terá um escritório de negócios na nova sede da Fecomércio, em fase de construção. Desde setembro, o BRB tem firmado parcerias com diversos setores econômicos como parte de sua estratégia de expansão nacional. A ênfase tem sido as regiões do Centro-Oeste e do Nordeste. Acordo semelhante ao que será assinado nesta segunda-feira já foi estabelecido com a Confederação Nacional do Comércio (CNC) e com a Fecomércio do DF e do Piauí. “O planejamento estratégico do BRB em 2020 é focado na nossa expansão nacional por meio de importantes parcerias, além do lançamento, nos próximos meses, do nosso Banco Digital”, afirma o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa. Segundo ele, o posicionamento é transformar a instituição, de fato, em um banco de fomento, de desenvolvimento econômico e social, com o objetivo de gerar emprego e renda e, de fato, fazer diferença na vida das pessoas. Informações do Site Radar DF

Campanha do BRB reduz taxa de juros em 11 produtos

O Banco de Brasília – BRB deu início a uma nova campanha de redução da taxa de juros. O objetivo é oferecer melhores condições de acesso ao crédito. No total, foram reduzidas taxas em 11 produtos para Pessoa Física. A campanha segue até o próximo dia 29 de fevereiro e é válida para novas operações. Entre os destaques da campanha, estão o crédito consignado, com taxa de juros a partir de 0,89% a.m., e o crédito pessoal, que passa a oferecer taxa de 2,5% a.m. O mesmo percentual também é oferecido para a compra parcelada. Já no CredReforma, a taxa, durante a campanha, é a partir de 1,70% a.m. O BRB trabalha para ser um banco cada vez mais competitivo, moderno, ágil e completo. A decisão de reduzir as taxas de juros reforça nosso compromisso em garantir aos clientes as melhores condiçõesPAULO HENRIQUE COSTA, PRESIDENTE DO BRB. Paulo Henrique Costa, presidente do BRB, afirma que o banco busca garantir as melhores condições para os clientes Com a ação, o BRB se posiciona como uma alternativa competitiva no mercado, além de fortalecer o relacionamento com os clientes. Imobiliário O BRB também continua a oferecer a menor taxa de financiamento imobiliário do mercado. O banco opera com 6,49% a.a. e já ocupa a vice-liderança no mercado do DF para essa linha de crédito. O prazo máximo do contrato é de 420 meses e o valor financiado pode chegar a 80% do total do imóvel. A taxa de juros do BRB é válida para imóveis enquadrados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH – imóveis até R$ 1,5 milhão) e no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI – imóveis com valor superior a R$ 1,5 milhão). O financiamento imobiliário é direcionado a todos os clientes do banco – servidores públicos ou não. No caso dos empregados do GDF, valores pré-aprovados para o segmento já estão disponíveis no app do BRB (Android e iOS). Informações do Portal Metrópoles

BRB apresenta novidades para o setor produtivo

O Banco de Brasília (BRB) apresentou nesta terça-feira (11) novidades desenhadas exclusivamente para o setor produtivo. Em reunião com os associados de Sinduscom-DF, Ademi-DF e Abrasco, foram divulgadas ações a serem implementadas em 2020, com destaque para o lançamento do financiamento imobiliário indexado ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), previsto para este mês. Também merece menção o projeto de correspondente imobiliário e o reposicionamento do produto home equity, empréstimo com garantia de imóveis residenciais e comerciais. Ao lado de empresários da construção civil, o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, também falou sobre o reposicionamento do banco, colocado em prática ao longo de 2019, e os resultados conquistados. Um deles é a vice-liderança na concessão de crédito imobiliário em todo o DF, alcançada no fim do ano passado. Em 2020, os números continuam positivos. Só em janeiro, por exemplo, o BRB contratou mais crédito imobiliário (R$ 105 milhões) do que em todo o ano de 2017. “Trabalhamos para ser um banco fomentador do desenvolvimento econômico. Um banco público moderno, competitivo e com foco na melhoria da qualidade de vida das pessoas. Por isso é fundamental estar junto ao setor produtivo, gerando empregos, e da construção civil, sobretudo por meio do crédito imobiliário, porta de entrada de clientes e de relacionamento duradouro”, destacou Paulo Henrique Costa. “Da forma como está sendo conduzida, a parceria com BRB está funcionando muito bem e de uma maneira como nunca vimos no setor público” Adalbert Valadão Júnior, vice-presidente do Sinduscon-DF Para 2020, o planejamento do BRB prevê sua expansão para além do DF. Atualmente o BRB já está presente em oito estados: além do Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e, mais recentemente, Piauí, onde foi instalada uma plataforma de negócios. O vice-presidente administrativo-financeiro do Sinduscon-DF, Adalberto Valadão Júnior, enfatizou o trabalho que tem sido feito pelo BRB. “Agradeço ao BRB pela capacidade que o banco tem de ouvir o setor produtivo. Sabemos do que precisamos, pois estamos há bastante tempo no setor imobiliário. Da forma como está sendo conduzida, a parceria com BRB está funcionando muito bem e de uma maneira como nunca vimos no setor público”, elogiou. Informações do Site Agência Brasília

BRB assina protocolo de intenções com IPHAN Brasília

A iniciativa faz parte do calendário de comemoração dos 60 anos de Brasília. Entre as medidas previstas, está o apoio do Banco ao projeto “Athos, colorindo Brasília”, publicação sobre a história da capital federal, voltada ao público infantil, e em homenagem ao consagrado artista Athos Bulcão. O livro conta com o apoio do BRB por meio do Instituto BRB, concebido pelo Banco como braço institucional em desenvolvimento humano, responsabilidade socioambiental e sustentabilidade, com ações de natureza cultural, ambiental, educacional, esportiva e social. “A educação é o único meio de transformação de um país. O BRB é um Banco genuinamente de Brasília e nos sentimos orgulhosos em apresentar aos alunos daqui um pouco da história e dos principais monumentos da nossa cidade, sobretudo em um momento tão especial, quando Brasília festeja seus 60 anos”, afirmou o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa. Assessoria de Comunicação do BRB

CONCURSOS

Inscrição de concurso com 100 vagas para PGDF termina quinta

As inscrições para o concurso da Procuradoria-Geral do Distrito Federal (PGDF) vão até a próxima quinta-feira (20/02/2020) e podem ser feitas pelo site da banca organizadora, o Cebraspe. A taxa para quem vai concorrer são de R$ 78, para os cargos de nível superior, e R$ 54, para os de nível médio. Ao todo, o certame oferece 100 vagas de técnico e analista jurídico. Há ainda formação de cadastro reserva para níveis médio e superior. Os salários variam de R$ 4.720 a R$ 5.873,33 para técnico jurídico. Já o cargo de analista tem remuneração entre R$ 7.320 e R$ 9.410. As provas serão aplicadas no mesmo dia, nos turnos matutino e vespertino, na data provável de 22 de março de 2020. Serão aplicadas provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos. Os candidatos que disputarem às vagas de analista terão de fazer prova discursiva, também de caráter eliminatório. Os analistas jurídicos têm jornada de trabalho de 40 horas semanais. São 57 vagas distribuídas entre as especialidades de administração, analista de sistemas, arquivologia, biblioteconomia, contabilidade, direito e legislação, estatística, farmácia, jornalismo e psicologia. Para nível médio, são 43 oportunidades. Com salário inicial de R$ 4.720, o técnico jurídico também tem jornada de trabalho de 40 horas semanais. O último concurso da PGDF ocorreu em 2010 e também ofertou vagas para técnico e analista judiciário. À época, 69 vagas foram preenchidas. Informações do Portal Metrópoles

Concurso da PM de São Paulo: formada comissão para 5.605 vagas

O concurso da Polícia Militar de São Paulo (PMSP) autorizado pelo governador em exercício, Rodrigo Garcia (DEM), em 25 de janeiro, já conta com comissão organizadora formada, de acordo com publicação em Diário Oficial na sexta-feira (14/02/2020). A seleção contará com uma oferta de 5.605 vagas: 5.400 para soldados, 130 para alunos oficiais da PM de Barro Branco e 75 tenentes na área de saúde. As oportunidades são para quem possui níveis médio e superior, com remunerações iniciais de até R$ 7.005,89. Uma vez formada a comissão, o próximo passo é escolher a banca organizadora. Somente então poderão ser confirmadas as datas de publicação dos respectivos editais. De qualquer forma, já está certo que o primeiro edital para soldado, com 2.700 postos, sai ainda neste semestre. Para este primeiro, a previsão de nomeação dos aprovados é maio de 2021. Já o segundo conta com previsão para novembro de 2021. Novas informações devem ser confirmadas em breve. Para concorrer ao cargo é necessário possuir ensino médio, idade de 17 a 30 anos e altura mínima de 1,60m para homens e 1,55m para mulheres. Os interessados também devem possuir carteira de habilitação nas categorias B a E. A remuneração inicial é de R$ 3.266,30, considerando o salário básico de R$ 2.674,66 e o adicional de insalubridade de R$ 691,64. Para ingresso de aluno oficial da PM de Barro Branco, as 130 vagas autorizadas estão prevista para ingresso no curso em janeiro de 2021. Os interessados devem possuir ensino médio, idade de 17 a 30 anos e altura mínima de 1,60m para homens e 1,55m para mulheres. O inicial é de R$ 3.216.10, considerado o inicial de R$ 2.524,46 e o adicional de R$ 691,64. Além disso, durante o curso, com o adicional, as remunerações devem passar, respectivamente, para R$ 3.460,38, R$ 3.796,22 e R$ 4.097,30 Por fim, para oficiais, carreira com exigência de formação superior nas respectivas formações, das 75 vagas para tenentes na área de saúde, 41 são para tenente médico, com previsão de posse em dezembro de 2020, 26 para tenente dentista, com previsão de posse em dezembro de 2021, duas de tenente veterinário, com posse em dezembro de 2021 e seis para tenente farmacêutico, com previsão de posse em dezembro de 2021. Para a carreira de 2º tenente, o inicial é de R$ 7.005,90, incluindo salário de R$ 6.314,26 e o adicional de R$ 691,64. A comissão é presidida pela coronel Monica Puliti Dias Ferreira, tendo como suplente o tenente coronel Décio dos Santos Gomes. Como vice-presidente foi nomeado o major Alan Fernandes, tendo como...

Mais de 220 concursos públicos com inscrições abertas reúnem 20,3 mil vagas no país

Pelo menos 221 concursos públicos no país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (17) e reúnem 20,3 mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 33.689,11 no Ministério Público Militar. Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso. Entre os principais concursos federais abertos estão: Aeronáutica, que inscreve para 910 vagas em três editais: um para 220, outro para 540 e outro para 150;Ministério Público Militar, que reúne 6 vagas CONFIRA AQUI A LISTA COMPLETA DE CONCURSOS E OPORTUNIDADES Nesta segunda-feira, pelo menos 24 órgãos abrem o prazo de inscrições para quase mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 16.100,00 na Prefeitura de Terra Roxa (PR). Veja abaixo as informações de cada concurso: Aeronáutica Inscrições: até 18/03/2020220 vagasCargos de nível médioVeja o edital Câmara Municipal de Aracaju (SE) Inscrições: até 16/03/202050 vagasSalários de até R$ 2.300,00Cargos de nível médio e superiorVeja o edital Câmara Municipal de Timóteo (MG) Inscrições: até 18/03/202015 vagasSalários de até R$ 3.191,00Cargos de nível médio e superiorVeja o edital Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) Inscrições: até 13/03/202069 vagasSalários de até R$ 6.400,00Cargos de nível médio e superiorVeja o edital Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) Inscrições: até 01/03/202049 vagasSalários de até R$ 2.729,76Cargos de nível médio e superiorVeja o edital Fundação Educacional de Guaçuana (SP) Inscrições: até 29/03/20204 vagasSalários de até R$ 2.782,03Cargos de nível fundamental, médio e superiorVeja o edital Hortoprev (SP) Inscrições: até 09/03/20205 vagasSalários de até R$ 9.777,24Cargos de nível fundamental, médio e superiorVagas para Hortolândia (SP)Veja o edital Prefeitura de Aparecida do Rio Doce (GO) Inscrições: até 22/03/20205 vagasSalários de até R$ 1.707,49Cargos de nível fundamentalVeja o edital Prefeitura de Bragança Paulista (SP) Inscrições: até 17/03/202043 vagasSalários de até R$ 1.314,96Cargos de nível médioVeja o edital Prefeitura de Cajamar (SP) Inscrições: até 13/03/202010 vagasSalários de até R$ 2.671,88Cargos de nível médioVeja o edital Prefeitura de Camanducaia (MG) Inscrições: até 06/03/202033 vagasSalários de até R$ 1.400,00Cargos de nível médioVeja o edital Prefeitura de Carambeí (PR)

ESPORTES

CIDADES

POLÍCIA FEDERAL

GUARDAS MUNICIPAIS

TRÂNSITO

OCORRÊNCIAS POLICIAIS

POSTS MAIS LIDOS

O Distrito Federal perdeu em quarenta e quatro dias o equivalente a onze Batalhões da PM

No ano de 2008 o Blog Policiamento Inteligente apresentou um relatório sobre o efetivo da Polícia Militar do Distrito Federal. Neste período, o efetivo era de 15.206 homens e mulheres. De lá para cá, ocorreram a formação de 4 turmas do Curso de Formação de Praças (foram realizados dois concursos), ocorreu uma reestruturação da Corporação e vários "batalhões" foram criados, mas o efetivo gira em torno de um pouco mais de 12 mil homens e mulheres.  Vários candidatos ao governo do Distrito Federal prometeram fazer concursos para ingresso de mil policiais por ano, dentre eles: Arruda, Agnelo e Rollemberg,  mas foram apenas promessas não cumpridas.  No dia de ontem uma listagem de 103 policiais, publicada no DODF, fez com que o número de policiais aposentados somente no ano de 2017 ultrapassasse mil e cem policiais. É como se 11 (onze) Batalhões da Cidade Estrutural tivessem sido fechados somente este ano. Um dos fatores que tem influenciado os Policiais Militares a pedirem a reserva remunerada é o medo de modificações na lei previdenciária que será discutida até julho. Além disso, a falta de perspectivas de promoções na Corporação também tem contribuído para a aposentadoria em massa. Grande parte dos policiais que estão aposentando são subtenentes e sargentos que não veem mais possibilidades de promoções nos próximos anos. A falta de fluidez na carreira é o grande desmotivador para os policiais mais experientes. Este ano a quantidade de aposentadorias pode ultrapassar dois mil pedidos. A previsão é de que 5 mil policiais militares deixem a corporação nos próximos três anos. Um fato assustador, já que a lei 12.086/09 limita a quantidade de soldados a apenas 5.564, sendo assim, nos próximos 3 anos o governo está limitado a chamar apenas três mil e quinhentos novos soldados. Veja quantos policiais foram aposentados nos últimos 44 dias com base nas publicações do DODF, com seus respectivos dias e quantitativo de PM´s aposentados: 02.01.2017= 134 - 09.01.2017= 40 - 13.01.2017= 74 -18.01.2017= 79 - 20.01.2017= 74 - 23.01.2017= 74 - 25.01.2017= 60 - 27.01.2017= 94 - 03.02.2017=273 - 13.02.2017=146 - 21.02.2017=103. TOTAL = 1.151

Delegado, além de prender policiais militares por usurpação de função, os chama de milicianos

Uma matéria do Portal Metrópoles, intitulada Delegado chama policiais militares de "milicianos" e aciona MPDFT,  foi alvo de discussões acalaloradas nos grupos policiais. Segundo o site o Plantonista da 12ª DP acusa PMs de "usurpar" funções de investigação e diz que prática pode fazer Brasília voltar "aos tempos de ditadura". Dois policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar, em Taguatinga, foram indiciados por usurpação de função pública na terça-feira (31/01). O caso foi registrado pelo delegado Thiago Boeing Schemes da Silva, Plantonista da 12ª DP (Taguatinga Centro). Segundo o Portal Metrópoles, na ocorrência, ele chegou a chamar os militares de "milicianos"e afirmou que, se os PM´s seguirem com os "trabalhos de investigação", Brasília vai voltar aos tempos de ditadura". A Briga de egos e vaidade de alguns integrantes dos órgãos de segurança pública demostra o quanto algumas pessoas estão despreocupadas com a melhoria do atendimento a população do Distrito Federal. Inicialmente, o sargento Anderson Pinho e o cabo Flavio Alvin contaram à Polícia Civil que, na manhã de terça (31/1), estavam em um veículo descaracterizado quando receberam uma mensagem informando sobre um carro, do modelo Jetta, que havia sido roubado. Ao patrulhar a região de Taguatinga, eles conseguiram localizar o automóvel, estacionado na CSM 7, próximo ao Mercado Sul. Os militares entraram em contato com o proprietário. A vítima compareceu ao local e retirou o veículo. A população pouco entende que existe uma polícia que age antes do crime e outra que age depois, mas ela sente na pele que o criminoso está agindo impunemente em nossas cidades. Enquanto isso, polícia briga com polícia e os bandidos ficam cada vez mais organizados e unidos no cometimento de crimes. O Jetta estava ao lado de um Peugeot 208. Após análise, os PMs verificaram que também se tratava de produto de roubo. Os militares perseguiram o condutor do segundo veículo até a QSA 25, onde o abordaram, prenderam e levaram à DP. O suspeito afirmou que o automóvel não era dele e, sim, de um cliente da oficina em que trabalha. Foi arbitrada uma fiança no valor de R$ 10 mil. Como não foi paga, o suspeito permaneceu detido. Diante destes fatos o delegado avaliou que os policiais militares fizeram "investigação" e que tal fato configura usurpação de função pública. Investigar, segundo os manuais, é a busca da autoria e materialidade durante a condução do Inquérito Policial. Segundo informações colhidos em grupos de policiais militares os policiais acusados de "usurpação" de função pública já conseguiram recuperar e devolver aos donos de veículos roubados e furtados mais de 120 carros. Temos certeza que a população agradece. O delegado afirmou durante a entrevista ao site que a dupla tem, sistematicamente, realizado abordagens e conduzido suspeitos à central de flagrantes. "Em quase...

Policiais mutilados levam calote de seguradora contratada pelo GDF

Responsáveis pela segurança da população e atuando em atividades de alto risco, os 23,7 mil policiais civis, militares e bombeiros do Distrito Federal contam, desde 2008, com um seguro de vida que poderia ser um alento às famílias em caso de acidentes graves ou morte em serviço. O problema é que alguns servidores chegaram a ter membros amputados e até mesmo perderam a vida em trabalho, mas as famílias, até hoje, não receberam a indenização. Tudo porque a seguradora que prestava o serviço até 2014, a FederalPrev, faliu. Segundo denúncias de policiais e bombeiros, entre 2008 e 2014, nenhum servidor recebeu os valores do seguro na época em que era operado pela FederalPrev. O primeiro caso em que uma família conseguiu ter acesso ao pagamento ocorreu em 2015, já com a nova empresa, contratada em 2014, a Previsul. A ocorrência em questão se refere ao sargento Reginaldo Vieira, morto em serviço em 15 de março de 2015, no Paranoá. A indenização ficou em R$ 130 mil. Mas os casos de quem não consegue o benefício se multiplicam, como o do primeiro sargento da PM Adriano Ricardo Ferreira, 40 anos. Na tarde de 4 de setembro de 2013, Ferreira teve o antebraço direito amputado após sofrer uma acidente com a viatura durante uma perseguição policial. A capotagem ocorreu na L2 Norte. Mesmo tendo direito ao seguro, ele precisou acionar a Justiça para tentar receber o recurso. O processo ainda tramita e não houve decisão a respeito do caso. O benefício é pouco divulgado. Fui saber que tinha direito seis meses depois do acidente. À época, a seguradora responsável era a FederalPrev, que funcionava no Setor de Rádio e TV Sul. Depois de 15 dias que entreguei os documentos, voltei ao local e a sala estava vazia. A empresa havia sido liquidada" Adriano Ricardo Ferreira, primeiro sargento da PM Sem receber o benefício e sem ter a quem recorrer, o militar entrou com um processo na Justiça para tentar resolver a situação. A angústia da espera mantém viva a lembrança do acidente que mudou completamente a vida do policial. Ele teve que sair das ruas, atividade na qual mais se identificava, e assumir tarefas burocráticas no setor administrativo da corporação. As sequelas, segundo Ferreira, são sentidas até hoje. “Esse processo do seguro me desgastou bastante. Fora que ainda sinto dores devido à amputação. A minha última cirurgia foi em agosto de 2016. Ela estava marcada para 2015, mas não pude fazer por conta dos problemas com o convênio da PM”, destacou. Morte em serviço A família de outro sargento da Polícia Militar também recorreu à Justiça para conseguir receber o seguro. A mulher, que não quis ter o nome divulgado, contou que o marido perdeu a vida em julho de 2013, em um acidente de trânsito, quando saía do trabalho. “Ele morreu de farda, estava em serviço. Deixou uma...

Mais uma viatura da PM capota após passar sobre poça de óleo

Uma viatura da Polícia Militar capotou no viaduto de ligação do Núcleo Bandeirante para a Candangolândia por volta das 15h20 desta segunda-feira (13/2). Segundo a assessoria de comunicação da PMDF, havia apenas um policial no veículo, que sofreu apenas lesões leves e foi encaminhado pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital Maria Auxiliadora no Gama. A perícia da Polícia Militar foi acionada para apurar as causas do acidente. Segundo relato do servidor que conduzia a viatura, havia óleo na pista. Por essa razão, ele perdeu o controle do veículo. Nos últimos anos, ao menos 25 viaturas da PMDF capotaram, sendo que o caso mais grave resultou na morte do cabo Renato Fernandes da Silva, 37 anos, em 5 de fevereiro do ano passado. Em julho de 2016, a PMDF publicou edital de licitação para renovar a frota de viaturas. O valor estipulado foi de R$ 57,88 milhões. A ideia é comprar até 400 veículos para substituir as Mitsubishi Pajero, adquiridas em 2012, e consideradas inseguras para as atividades diárias da corporação. Policiais militares relatam que a direção costuma travar fazendo com que eles percam o controle do veículo. Uma viatura do Guará (VTR 2575) em 2016 chegou a travar as rodas em uma curva, vindo a rodar na pista e por pouco não capotou. A solução encontrada pelas autoridades responsáveis foi retirar a viatura de uma área e mandá-la para outra. Entenda o que pode acontecer com as viaturas Pajero enquanto o policial dirige: https://www.youtube.com/watch?v=hohyG0C5J4M&feature=youtu.be Com informações do Site Metrópoles e Facebook de Aderivaldo Cardoso

A polícia atua em todas as áreas: uma empresa multi-uso 

Polícia Militar único órgão presente e atuante em todas as áreas do Distrito Federal

TEMPO AGORA

Brasília
nuvens quebradas
23.7 ° C
25 °
22.2 °
73 %
0.5kmh
75 %
sáb
26 °
dom
27 °
seg
25 °
ter
25 °
qua
20 °